A pesquisa mostra que o aumento registrado nos últimos quatro anos se deve principalmente ao aumento de conflitos violentos

O relatório The State of Food Security and Nutrition in the World 2017 (o Estado da Segurança Alimentar e Nutrição no mundo, em tradução livre) mostra que 815 milhões de pessoas passam fome – o equivalente a 11% da população mundial. Elaborada numa parceria entre FAO e ONU, a pesquisa mostra que o aumento registrado nos últimos quatro anos se deve principalmente ao aumento de conflitos violentos no mundo. Das pessoas em subnutrição, 489 milhões de pessoas vivem em zonas de conflito. A meta da ONU é erradicar a fome até 2050. Fonte: http://exame.abril.com.br

Vítima foi morta na Avenida Brasil por bandidos em uma moto que teriam se irritado após ela demorar a tirar o cinto de segurança. Idosa morta por menores em Niterói será enterrada na tarde desta quarta-feira

Rio - Uma mulher foi morta a tiros dentro do carro na Avenida Brasil, em Coelho Neto, na noite desta quarta-feira, vítima de uma tentativa de assalto. A Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital) investiga o caso.

Juçara Fernandes Correa, de 65 anos, teria demorado a se soltar do cinto de segurança, o que provocou a ira dos criminosos, que estavam em uma moto e atiraram na mulher. Ela não resistiu e morreu no local. As informações são do Bom Dia Rio, da TV Globo.

Procurada, a Polícia Militar não se pronunciou sobre o caso. A DH-Capital esteve na cena do crime e realizou perícia. Diligências estão sendo realizadas para identificar os autores.

Outra idosa morta em roubo em Niterói

Ainda nesta terça-feira, uma outra idosa foi morta em um assalto em Icaraí, em Niterói. Maria Alcina Gil, 66 anos, morreu após ser esfaqueada, no início da tarde, na Alameda Carolina. Dois menores foram apreendidos após o crime e um outro homem é procurado. O corpo da vítima está sendo velado na manhã desta quarta-feira e o enterro é previsto para as 16h no Cemitério Parque da Colina, em Pendotiba. Fonte: http://odia.ig.com.br

Uma passageira do Metrô teve o vestido corroído por uma substância ainda não identificada na estação Corinthians-Itaquera.

Karoline Leite Ramos Pereira, de 32 anos, foi atacada quando estava indo para o trabalho, por volta das sete da manhã de segunda-feira. Ao subir a escada rolante do terminal em direção à estação, ela sentiu uma queimadura na coxa. Segundo a analista de operações, saíam faíscas e fumaça do vestido.

Karoline diz que o produto tinha cheiro forte de cola e que ficou com dor de cabeça, ânsia de vômito e a pele irritada. Depois de ir ao hospital para ser medicada, ela tentou registrar a ocorrência em três delegacias, mas sem sucesso. Na 64, em A. E. Carvalho, não havia sistema; na 32, em Itaquera, e na 63, na Vila Jacuí, os funcionários estavam atendendo outras ocorrências.

Hoje, ela foi com investigadores do 65 DP, de Artur Alvim até a estação Corinthians-Itaquera. Os agentes da Polícia Civil coletaram imagens de câmeras de monitoramento da estação. A assessoria de imprensa do Metrô disse que nenhum funcionário foi procurado pela vítima. A companhia acrescenta que nenhum caso semelhante foi registrado em estações da rede.

A Secretaria da Segurança Pública não se pronunciou até agora. Fonte: www.metrojornal.com.br

Pelo menos 32 crianças e cinco adultos morreram em uma escola que desabou no sul da Cidade do México por causa do terremoto que atingiu o país nesta última terça-feira (19), informou a imprensa local. A informação é da Agência EFE.

Os trabalhos de resgate continuam nesta quarta-feira (20) na escola, que faz parte do grupo de cerca de 40 prédios que tombaram na capital mexicana devido ao terremoto de 7,1 graus na escala Richter.

De acordo com a emissora Television, que entrevistou fontes oficiais, já foi possível resgatar 14 pessoas com vida e estima-se que 20 ainda estejam sob os escombros. O Exército e a Marinha, que lideram as buscas entre os escombros, informaram que a maioria dos resgatados foram levados a um hospital civil e outro deles ao da Marinha.

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, fez na noite de terça-feira uma visita à escola, que tinha alunos de pré-escolar e ensinos primário e fundamental. Segundo dados do secretário de Governo mexicano, Miguel Ángel Osorio, o último balanço de vítimas confirmadas é 224 mortos, sendo 117 na Cidade do México, 39 no estado de Puebla, 55 em Morelos, 12 no estado do México e uma em Guerrero.

No entanto, há discrepâncias entre os números oficiais e outros reportes, que falam de três mortos em Guerrero e mais um no estado de Oaxaca. O Instituto Tecnológico de Monterrey confirmou em comunicado que há quatro mortos e 40 feridos no campus da Cidade do México devido ao tremor.

A Secretaria de Educação Pública decretou a suspensão das aulas de todas as instituições de ensino de Cidade do México, Puebla, Morelos, Oaxaca, Chiapas, Guerrero, Tlaxcala, estado do México, Hidalgo e Michoacán.

Além disso, a entidade informou que na Cidade do México foram contabilizadas, de forma preliminar, 209 escolas afetadas, 15 com danos maiores.

O tremor ocorreu às 13h14 (hora local; 15h14 GMT) de terça-feira, exatamente 32 anos depois do poderoso tremor de 19 de setembro de 1985, de 8,1 graus, que deixou milhares de mortos na capital. Fonte: www.metrojornal.com.br

 

Caruaru - O jornalista Alexandre Farias, apresentador da TV Asa Branca, afiliada da TV Globo em Pernambuco, está em coma depois de ter sido atingido por uma bala perdida na cabeça na noite de sábado, em Caruaru.

Farias passou por uma cirurgia neste domingo e está coma induzido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Unimed de Caruaru. O estado do jornalista é considerado estável, mas de proporção gravíssima.

Alexandre dirigia seu carro na região do Alto do Moura, onde mora, quando foi vítima de um disparo de criminosos que fugiam da polícia, por volta das 20 horas de sábado, quando saía de um supermercado e ia para casa após apresentar o telejornal ABTV 2ª Edição

Ao menos quatro homens estavam em um veículo roubado e trocavam tiros com os policiais. Durante a perseguição, os bandidos ainda atropelaram socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que resgatavam um motociclista ferido em um acidente.

O motorista e uma técnica de enfermagem que trabalhavam na ambulância sofreram fraturas leves.

Violência

O Grupo Nordeste de Comunicação, responsável pela TV Asa Branca, divulgou nota manifestando solidariedade ao jornalista e lamentando "a escalada atroz da violência em Pernambuco" da qual ele foi vítima. Conforme o comunicado, mais de 200 assassinatos foram registrados apenas em Caruaru desde o início do ano. Fonte: http://odia.ig.com.br

 

Mais de 900 mil pessoas foram às urnas no domingo para eleger Parlamento da Igreja Sueca, a maior instituição religiosa do país; resultados preliminares indicam avanço de partido anti-imigração em órgão decisório de instituição.

Na Suécia, a cúpula da Igreja também tem seu dia de eleições gerais. No domingo, 900 mil suecos foram às urnas para escolher os representantes da maior organização religiosa do país, a Igreja da Suécia, instituição protestante de confissão luterana. Foi o maior comparecimento na história das eleições da instituição desde 1950.

O sistema eleitoral dessa instituição cristã é único no mundo. A cada quatro anos, os cidadãos filiados à igreja elegem uma espécie de Parlamento da Igreja Sueca (Svenska kyrkan), a que é a maior organização religiosa do país.

Esse Parlamento é composto tanto por representantes do clero como por leigos e tem o poder de decidir não só questões mundanas, como a reforma das paróquias e o valor de doações a países pobres, mas também assuntos de ordem teológica - a exemplo do casamento entre pessoas do mesmo sexo, aprovado pela Igreja Sueca em 2009.

"A Constituição sueca é clara: a Igreja deve ser democrática e aberta", diz à BBC Brasil a pastora sueca Jenny Sjögren, chefe do Departamento de Teologia e Ecumenismo da Igreja da Suécia.

As eleições, contudo, estão atreladas à política tradicional. Representantes de três dos oito partidos políticos tradicionais do país disputaram o pleito, ao lado de grupos independentes. Os resultados preliminares indicam que o Partido Social-Democrata, nacionalista e anti-imigração, conquistou a maior parcela dos votos e aumentou sua participação na Igreja.

"Pode-se dizer que a Igreja da Suécia tem um sistema eleitoral único no mundo, no sentido de que todas as instâncias do poder decisório da instituição são eleitas de forma direta. Embora as igrejas protestantes de países como a Noruega realizem algum tipo de eleições, em geral os pleitos ocorrem apenas a nível paroquial. Já na Suécia, desde a virada do milênio o próprio Sínodo Geral, que pode ser definido como o Parlamento da Igreja Sueca, é eleito nas urnas", acrescentou Sjögren, que se tornou padre há 17 anos: desde 1958, a Igreja da Suécia aceita a ordenação feminina.

Regras

Para participar das eleições - seja como eleitor, ou como candidato -, o cidadão deve ser membro da Igreja da Suécia. A idade mínima para votar é de 16 anos, e a partir de 18 anos é possível se candidatar ao pleito.

No total, 5,2 milhões de suecos têm direito a votar no país de cerca de 10 milhões de habitantes.

A eleição de bispos e arcebispos na Suécia também costuma ser realizada com a participação popular: 50 % do eleitorado deve ser composto por leigos.

"Em várias partes do mundo protestante, as eleições de bispos e arcebispos se dão através do voto tanto de clérigos como de leigos. Isto se dá por razões históricas: ao contrário do que ocorre no catolicismo, a participação de leigos nos processos decisórios representa um papel importante nas igrejas luteranas, e nas congregações protestantes em geral", diz Jenny Sjögren.

Em 2013, a Suécia elegeu pela primeira vez uma mulher como arcebispa - a até então bispa da cidade de Lund, Antje Jackelén.

Campanha Eleitoral

Na mídia sueca, a cobertura da campanha para as eleições gerais da Igreja segue, ainda que em menor dimensão, o figurino dos pleitos políticos. Nesta reta final da corrida eleitoral, candidatos leigos e religiosos duelam na TV e no rádio, jornais debatem as diferentes propostas, e os "partidos" - chamados de "grupos" - apresentam filmes de campanha publicitária. Nas ruas, cartazes e panfletos reforçam o clima de eleição.

"Todo o processo das eleições eclesiásticas é muito semelhante ao processo eleitoral para o Parlamento, assim como as regras democráticas que regem o funcionamento das assembleias eleitas pelos membros da Igreja", diz à BBC Brasil o membro da Igreja David Axelson Fisk, que participou do comitê organizador das primeiras eleições gerais, na virada do milênio.

"Até o ano 2000, a Igreja da Suécia realizava apenas eleições a nível paroquial, como ocorre em outros países protestantes. Mas quando a separação entre Igreja e Estado entrou em vigor, naquele ano, entendeu-se que a forma mais democrática de gerir a instituição deveria ser através de eleições gerais e diretas para todas as instâncias do poder eclesiástico", observa Fisk.

As eleições da Igreja da Suécia são organizadas em três níveis, num único dia de votação: a nível local, os membros de cada uma das 2.225 paróquias do país elegem uma Assembléia da Paróquia (Kyrkofullmäktige). A nível regional, os eleitores das 13 dioceses escolhem a Assembléia da Diocese (Stiftsfullmäktige), com 81 representantes. E a nível nacional, é eleito o Sínodo Geral da Igreja da Suécia (Kyrkomötet) - a mais alta instância da instituição, composta por 251 integrantes.

A arcebispa sueca é a representante da Igreja para eventos ecumênicos e conferências internacionais, mas a autoridade máxima de poder decisório da instituição é o Sínodo Geral. E pelas regras suecas, os bispos não fazem parte do Sínodo, embora devam estar presentes nas sessões do órgão.

"Os 13 bispos do país podem se pronunciar ou apresentar propostas nas sessões do Sínodo, mas não estão autorizados a votar", esclarece Ewa Almqvist, do departamento de Comunicação da Igreja da Suécia. Por outro lado, segundo Jenny Sjögren, os bispos detêm influência no poderoso Comitê Doutrinário do Sínodo.

Em sua composição atual, 187 dos 251 assentos do Sínodo Geral são ocupados por representantes leigos. Entre os 64 clérigos da assembleia, estão 61 pastora e três diáconos. Os valores suecos da igualdade de gênero também se refletem na formação da assembleia nacional eleita no último pleito: são 124 mulheres e 127 homens, segundo dados fornecidos à BBC Brasil pela Igreja da Suécia.

Os representantes eleitos não ganham salário: recebem apenas compensação pelas horas que deixam de trabalhar em seus empregos regulares, a fim de exercer suas atividades do Sínodo. E em cumprimento às práticas suecas de transparência, as atividades e finanças da Igreja da Suécia também são disponibilizadas para a fiscalização pública.

Críticas

Um dos principais temas do debate da campanha eleitoral deste ano foi o questionamento sobre a participação política nas eleições da Igreja.

Embora as agremiações que concorrem ao voto não tenham a denominação de "partido", o fato é que três dos oito partidos políticos tradicionais do país disputam o pleito com suas próprias legendas, ao lado de grupos independentes - o Partido Social-Democrata, o Partido do Centro e o Democratas da Suécia, de extrema-direita.

"Há diferentes pontos de vista, e o tema é complexo", diz a padre sueca Jenny Sjögren.

"Um eleitor pouco familiarizado com as questões da Igreja, por exemplo, pode sentir-se mais seguro ao votar no candidato de um partido político com o qual ele tem afinidade. Este seria um lado positivo de se ter representantes de partidos políticos tradicionais na disputa. Por outro lado, muitos começam a questionar esse envolvimento político na igreja. Mas cada vez mais, surgem novos grupos independentes que não possuem conexão com partidos. Portanto, este é um processo em evolução", ela ressalta.

Êxodo

Apesar do caro e complexo aparato democrático para a realização de eleções diretas nos três níveis decisórios da Igreja, o comparecimento às urnas tem sido relativamente baixo. Especialmente nestes novos tempos, em que a Igreja da Suécia enfrenta uma perda considerável de seu rebanho.

Nas últimas eleições gerais da Igreja, em 2013, apenas 700 mil pessoas votaram. O índice de comparecimento às urnas não costuma ultrapassar 15% do eleitorado - em claro contraste com o percentual registrado nas eleições políticas para o Parlamento sueco, que costuma girar em torno de 86%.

O êxodo tem preocupado as autoridades eclesiásticas. Em 2016, mais de 90 mil pessoas deixaram de ser membros da Igreja - praticamente o dobro do índice registrado no ano anterior. Segundo pesquisa conduzida pelo instituto sueco Norstat, o principal argumento dos fiéis que decidiram abandonar a instituição é franco: eles não acreditam em Deus.

A Igreja da Suécia abandonou a Igreja Católica Romana no século 16, quando aderiu à Reforma Protestante.

Na virada do milênio, quando a Suécia se tornou oficialmente um Estado laico, 82% dos suecos eram membros da Igreja da Suécia - mais por tradição, segundo muitos comentam, do que por uma real afirmação de fé. Atualmente, segundo os números oficiais, a instituição possui 6,1 milhões de membros (cerca de 62% da população). Mas cada vez mais, a tradição religiosa perde força neste país de descrentes.

Até meados da década de 90, os filhos de membros da Igreja da Suécia se tornavam automaticamente, ao nascer, também membros da instituição. Na era do Estado laico, a nova geração tende a desfazer esses tênues laços religiosos: hoje, pelos cálculos da agência central de estatísticas da Suécia (Statistiska centralbyrån), somente 5% dos suecos costumam frequentar algum tipo de igreja.

Apenas 29% da população afirma ter alguma crença religiosa. E na hora de casar, um em cada três casais optam por uma cerimônia civil. Fonte: https://g1.globo.com

ORDEM TERCEIRA DO CARMO: Encontro de formadores em São Paulo. De 16-17 de setembro-2017. 

Apresentador do Cidade Alerta tratava um câncer no pâncreas e foi vítima de falência múltipla de órgãos

O jornalista Marcelo Rezende morreu na tarde deste sábado, 16, em São Paulo, aos 65 anos. O apresentador do Cidade Alerta, da TV Record, tratava de um câncer no pâncreas e foi vítima de falência múltipla de órgãos. A informação foi confirmada pelo Hospital Moriah, localizado em São Paulo. Em maio deste ano, ao ser diagnosticado com um câncer, Rezende deixou a condução do programa que apresentava desde 2012. Fonte: http://www.meioemensagem.com.br

 

Marmitas, pão, bolachas, bolos, iogurte e frutas são algumas opções encontradas no local.

Disponibilizar alimentos para quem não tem condições de comprar é uma iniciativa que tem dado certo com o projeto de uma geladeira solidária em São Carlos (SP). Marmitas, pão, bolachas, bolos, iogurte, refrigerantes e frutas são algumas opções encontradas no local.

O eletrodoméstico fica ligado 24h anexo a um centro espírita na Rua Jesuíno de Arruda, na região central. A ideia é que as pessoas que possam ajudar abasteçam a geladeira com alimentos. Quem precisa, pode retirar o que desejar.

Regras

Para doar comida, é preciso respeitar algumas regras. Tudo tem que estar embalado e dentro do prazo de validade, constando a data de fabricação na embalagem, assim como uma descrição do alimento. Também não é permitido colocar bebidas alcoólicas.

“De vez em quando trago alguma coisa, como bolachas e frutas. Fico muito feliz de ajudar com o que eu posso. Nunca tinha visto uma geladeira comunitária, é uma excelente ideia, poderia ter mais”, disse a aposentada Maria Aparecida Garcia Ferreira Rossini, de 73 anos.

Projeto

O projeto é uma iniciativa da cozinheira Vera Lúcia Deponte. Aos 66 anos, ela contou que o sonho era antigo e que finalmente pôde concretizá-lo com ajuda de algumas pessoas. Uma delas, por exemplo, doou a geladeira.

Vera aproveita os dotes culinários para preparar marmitas com arroz, feijão, carne de panela, peixe, lasanha, vatapá, entre outras opções. “O que compro para colocar em casa é o que disponibilizo aqui também”, disse.

Doações

Um dos voluntários no projeto, o economista Antonio Otavio Simões Moita Filho, de 46 anos, disse que se preocupa com as pessoas que se servem no local porque muitas delas não têm condições, principalmente por causa do desemprego.

“Muitas vezes a gente coloca em porções familiares porque hoje está faltando mistura, o que a gente quer na verdade é que as pessoas tenham certeza que aqui vão encontrar uma solução, pelo menos naquele momento, para uma fome, uma necessidade imediata”, disse.

Segundo o economista, os voluntários têm procurado apoio de empresas da cidade que se interessem em ajudar de alguma forma, como pagar uma conta de supermercado, por exemplo. A geladeira é abastecida diariamente.

“Tem gente que para o carro aqui com marmita. Faz bolo, separa metade para dividir, toda ajuda é bem vinda para matar a fome de quem não tem nada para comer”, disse. Fonte: https://g1.globo.com

Atualmente fora da TV, a atriz Natallia Rodrigues contou em seu Facebook que passou por uma situação inusitada quando um produtor lhe procurou para indicá-la a um trabalho.

Segundo Natallia, que estreou na Globo em 2002 e passou pela Record, o profissional afirmou que ela teria que comprar seguidores. "Eu dei risada e perguntei por que teria que comprar seguidores para ele me indicar. Ele respondeu: 'Porque vamos escolher a atriz através das redes sociais"", ela afirmou.

A atriz teria então se recusado a seguir a orientação. "Respondi: 'então meu amigo, te agradeço, mas esse trabalho não é para mi, porque não sou it girl, nem blogueira, nem vlogueira".

Ele então pediu desculpas mas afirmou que estava preso a essa exigência. Natallia tem, no fim da tarde desta segunda-feira (8), cerca de 108 mil seguidores. Sua conta é privada.

A atriz Simone Gutierrez compartilhou o depoimento e disse que passou por situação semelhante. "Perdi uma protagonista de novela assim também. Ouvi isso do próprio autor", afirmou. Fonte: www.metrojornal.com.br

Mostra "Queermuseu" foi fechada um mês antes do previsto depois de protestos de grupos religiosos e do MBL (Movimento Brasil Livre)

Cancelada pelo Santander Cultural após críticas de movimentos religiosos e do Movimento Brasil Livre (MBL), a exposição “Queermuseu – cartografias da diferença na arte da brasileira” reuniu obras de 85 artistas, incluindo os mundialmente conhecidos Alfredo Volpi e Cândido Portinari, no museu de Porto Alegre.

Com curadoria de Gaudêncio Fidelis, que foi curador da Bienal do Mercosul de 2015, a exposição tinha como mote a diversidade e as questões LGBT, aos moldes de exposições estrangeiras como a Queer British Art (1861-1967), em Londres, na Inglaterra, e a Hide/Seek: Difference and Desire in American Portraiture, em Washington, nos Estados Unidos.

Porém a mostra foi cancelada no último domingo, um mês antes do previsto, depois que os movimentos apontaram que a exposição fazia apologia à pedofiliae zoofilia. Os movimentos também fizeram campanhas virtuais para que os correntistas do Banco Santander, que mantém o centro, cancelassem suas contas como forma de boicote. Fonte: http://veja.abril.com.br

Onze pessoas morreram no local e dez foram socorridas na Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim.

Uma nova tragédia na BR-101, no Sul do Espírito Santo, matou 11 membros de um grupo de dança em um acidente entre dois caminhões, um Ford Ka e um micro-ônibus, na tarde deste domingo (10), na altura do km 450 da rodovia federal, em Mimoso do Sul. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse que o motorista de uma carreta que transportava granito causou o acidente.

O micro-ônibus e um dos caminhões pegaram fogo. Todas as vítimas estavam no micro-ônibus e faziam parte do grupo de dança Bergfreunde, de Domingos Martins, na região Serrana do estado. Eles voltavam de uma apresentação em Juiz de Fora (MG).

Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), oito corpos foram retirados do micro-ônibus até o inicio da noite deste domingo, mas o serviço de perícia ainda não foi concluído. Três corpos foram encontrados do lado de fora do micro-ônibus.

Dez pessoas foram resgatadas pelos Bombeiros e pela ECO 101 e encaminhadas para a Santa Casa de Cachoeiro. Fonte: http://g1.globo.com

Há tempos, a crise dos refugiados domina as notícias e a agenda internacional.

Em grande parte, a responsabilidade recai sobre os políticos, por não fazerem nada (ou muito pouco) para solucionar a questão.

É justamente por isso que o artista sírio Abdalla Al Omari decidiu criar um projeto chamado “A série de vulnerabilidades”, que representa líderes mundiais controversos como civis deslocados. Fonte: www.metrojornal.com.br

OLHAR DO DIA: Almoço no Convento do Carmo de Belo Horizonte- Carmo Sion/MG. 

Grupo era especializado em roubos a residências. Nenhum policial ficou ferido e não há relatos de sobreviventes entre os suspeitos.

Dez suspeitos foram mortos em um confronto com policiais civis na região do Morumbi, bairro nobre na Zona Sul de São Paulo, na noite deste domingo (3). Não há relatos de sobreviventes entre os suspeitos. Nenhum policial do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), responsável pela operação, ficou ferido.

De acordo com informações da Polícia Civil, os bandidos integravam uma quadrilha especializada em roubos a residência e vinham sendo monitorados por suspeitas de atuarem na região. Eles já teriam promovido ao menos 20 assaltos do tipo e foram abordados após uma nova ação criminosa.

O grupo atuava em bairros nobres de capital, especialmente Morumbi e Jardim Europa, e em condomínios de luxo na Grande São Paulo, como Cotia e Barueri, segundo nota da Secretaria da Segurança Pública (veja íntegra abaixo).

Nesta noite de domingo a quadrilha invadiu uma casa na Rua Puréus onde estavam quatro moradores, sendo três adultos e uma criança. Os bandidos tentavam abrir um cofre quando foram avisados por comparsas que estavam do lado de fora sobre uma movimentação suspeita perto do imóvel. Eles abortaram o roubo e saíram sem levar nada.

Confronto em rua

Na fuga, o grupo foi perseguido pelo Garra. O tiroteio aconteceu na Rua Pirapó, próximo à Praça Alfredo Volpi, por volta das 19h30, segundo moradores. Os criminosos usavam dois carros, um Hyundai Santa Fé e um Fiat Toro. Eles tinham se deslocado poucos metros, já que a tentativa de roubo foi na quadra vizinha, na Rua Puréus.

Na tentativa de escapar, o motorista que dirigia a Santa Fé colidiu com um poste. Já aquele que dirigia o Fiat Toro bateu em um carro descaracterizado da Polícia Civil. Uma caminhonete Toyota Hilux que estava estacionada na Rua Pirapó também foi atingida pela colisão e pelos disparos.

Os assaltantes estavam armados com quatro fuzis e alguns usavam coletes, segundo o relato dos investigadores. Eles tentaram resistir à ação dos policiais.

No confronto, carros das equipes do Garra, grupo de elite da Polícia Civil, foram atingidos por disparos. Cinco criminosos foram baleados dentro de um dos utilitários, enquanto outros três foram mortos dentro do segundo carro. Outros dois suspeitos tentaram fugir correndo e foram atingidos na rua, fora dos veículos. Fonte: http://g1.globo.com