Frei Petrônio de Miranda, Padre Carmelita e Jornalista.

Convento do Carmo da Lapa, Rio de Janeiro. 22 de julho-2017.

 

No silêncio da noite

Procure não falar muito; e faça uma autoavaliação do seu caminhar

Procure não gritar, a natureza dorme e merece o nosso olhar contemplativo.

Procure não fugir da sua existência; olhe-se no espelho e se conheça.

Procure a pessoa amada, ame-a; talvez esta seja a última noite.

Procure ouvir o canto dos grilos e perceba a harmonia da natureza.

 

No silêncio da noite

Peça perdão pelos seus erros e tente recomeçar uma nova vida amanhã.

Agradeça pelo dom da vida e viva-a com prazer com, e pelos problemas.

Olhe para o céu e tenha a alegria de poder dizer: “Vivi mais um dia”!

Recarregue a sua energia e canalize-a na manhã que Deus lhe ofertará.

Saia de casa e fique a sós contemplando a escuridão. Ela nos ensina a valorizar o dia.

 

 No silêncio da noite

Seja corajoso e saiba retirar as pedras que irão colocar amanhã no seu caminhar.

Não reclame da escuridão da vida, olhe pela janela e veja o brilho das estrelas.

Não esconda os seus erros e a sua arrogância. Afinal, você é humano e limitado.

Não seja imaturo culpando os outros pelos fracassos da vida. Assuma-se pecador.

Não apague as luzes que Deus acendeu. Ele quer ver você brilhando.

 

No silêncio da noite

Procure valorizar-se, sentir o pulsar do coração e jogar fora todo pessimismo.

Prepare-se para viver o dia de amanhã como se fosse o primeiro da sua vida.

Não alimente o rancor e o ódio. Esqueça toda maldade cometida neste dia.

Olhe em volta e perceba quantas pessoas torcem pelo seu sucesso.

Não some as críticas, coloque-as na escada e faça um degrau para subir na vida.

 

No silêncio da noite

Deixe de lado os maus momentos vividos na família e ame-a com todos os defeitos.

Não espere por milagres ou mágicas, Deus o fez inteligente, use para subir na vida

Amanhã, esqueça os fracassos e não deixe a depressão bater na sua porta.

Não fuja dos problemas, enfrente-os de cabeça erguida, Deus está com você!

Não fique preocupado com que os outros pensam de você. Você é você, só você.

 

No silêncio da noite

Você não tem apenas o travesseiro como amigo. Muitos são felizes porque você existe.

Sinta a força que você tem quando fala. Amanhã, ouse comunicar sem medo de errar.

Assuma-se como o mais importante da família e não deixe se levar por críticas

Não tenha medo de carregar a cruz ou deparar com espinhos, depois vem as rosas.

Não tenha medo da escuridão, ela é irmã do sol que brilhará no amanhecer. 

Enfim, esta noite vai passar, você sabia?...

LADAINHA DE SANTO ELIAS. (Festa, 20 de julho)

Adaptação: Frei Petrônio de Miranda, O. Carm.

Convento do Carmo da Lapa, Rio de Janeiro. 20 de julho-2017.

 

Senhor tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Jesus Cristo tende piedade de nós!

Jesus Cristo tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Deus Pai do Céu, tende piedade de nós.

Deus Filho Redentor do mundo, tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade que sois um só Deus,

Tende piedade de nós.

Nossa Senhora do Carmo. Rogai por nós!

São José Patrono do Carmelo. Rogai por nós!

Santo Elias Pai e guia do Carmelo. Rogai por nós!

Que foste nutrido por um corvo no deserto. Intercedei por nós!

Santo Elias Pai dos eremitas. Rogai por nós!

Que perseverante na contemplação da lei do Senhor. Rogai por nós!

Santo Elias modelo de justiça. Rogai por nós.

Que chamaste Eliseu para ser o teu sucessor. Intercedei por nós!

Santo Elias propagador da verdade. Rogai por nós!

Que pela vossa oração abristes o céu e conseguistes a chuva. Rogai por nós!

Santo Elias protetor das viúvas. Rogai por nós!

Que fostes apaixonado pelo zelo do Senhor Deus. Intercedei por nós!

Santo Elias precursor de Cristo. Rogai por nós!

Que aparecestes com Moisés no Monte Tabor. Rogai por nós!

Que caminhastes pelo deserto até a montanha de Deus. Rogai por nós!

Santo Elias zeloso defensor do culto do Deus único. Intercedei por nós!

Que vos compadecestes da viúva de Sarepta. Rogai por nós!

Santo Elias mestre dos profetas. Rogai por nós!

Que encontrastes o senhor no silêncio e na oração. Rogai por nós!

Santo Elias defensor dos pobres e perseguidos. Intercedei por nós!

Que caminhastes sempre na presença do Senhor. Rogai por nós

Santo Elias mestre da oração. Rogai por nós!

Que encontrastes vida na nuvenzinha para regar a terra. Rogai por nós!

Santo Elias perseguido por causa da justiça. Intercedei por nós!

Que pelo Senhor Deus fostes consolado na noite escura. Rogai por nós!

Santo Elias arrebatado aos céus em um carro de fogo. Rogai por nós!

Santo Elias livra-nos do medo e da depressão. Rogai por nós!

Santo Elias testemunha da transfiguração de Jesus. Intercedei por nós!

Santo Elias defensor do verdadeiro Deus no Monte Carmelo. Rogai por nós

Santo Elias denunciador das injustiças sociais. Rogai por nós.

Santo Elias intercede a Deus Pai pelos desempregados. Rogai por nós.

Santo Elias inspiração da Igreja em saída. Intercedei por nós!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Perdoai-nos Senhor!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Ouvi-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Tende piedade de nós!

Cel: Rogai por nós, santo Elias, nosso Pai e Guia do Carmelo.

Todos: Para que sejamos dignos das promessas de Cristo! Amém

Oração.

Deus eterno e onipotente, que concedestes a Santo Elias, vosso profeta e nosso pai espiritual, a graça de viver na vossa presença e de se inflamar de zelo pela vossa glória. Fazei que, procurando sempre a vossa presença, nos tornemos testemunhas do vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amém

COMENTÁRIO

O profeta Elias aparece nas Sagradas Escrituras como o homem de Deus que caminha na presença do Senhor, e que, abrasado de zelo, luta pela defesa do culto do único Deus verdadeiro. Defendeu os direitos de Deus num desafio público, realizado no monte Carmelo entre ele e os sacerdotes de Baal. Entregou-se à íntima experiência do Deus vivo no monte Horeb. Nele se inspiraram os primeiros eremitas que, por volta do séc. XII, iniciaram no Monte Carmelo um novo estilo de vida que originou a Ordem dos Irmãos da Bem-aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo. Por este motivo, o profeta Elias é considerado o Fundador ideal da Ordem.

ANTÍFONA DE ENTRADA 1Rs 17, 1

O profeta Elias disse: «Vive o Senhor, Deus de Israel, a quem eu sirvo».

ORAÇÃO COLETA

Deus eterno e onipotente, que concedestes ao bem-aventurado Elias, vosso profeta e nosso pai, a graça de viver na vossa presença e de se inflamar de zelo pela vossa glória,

Fazei que, procurando sempre a vossa presença, nos tornemos testemunhas do vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

1ª LEITURA: 1Rs 19,1-9.11-14

Leitura do primeiro livros dos Reis.

Acab contou a Jezabel tudo que Elias tinha feito e como tinha passado ao fio da espada todos os profetas de Baal. Então Jezabel mandou um mensageiro a Elias para lhe dizer: “Os deuses me cumulem de castigos, se amanhã, a esta hora, eu não tiver feito contigo o mesmo que fizeste com a vida desses profetas”. Elias ficou com medo e, para salvar sua vida, partiu. Chegou a Bersabéia de Judá e ali deixou o seu servo. Depois, adentrou o deserto e caminhou o dia todo. Sentou-se, finalmente, debaixo de um junípero e pediu para si a morte, dizendo: “Agora basta, Senhor! Tira a minha vida, pois não sou melhor que meus pais”. E, deitando-se no chão, adormeceu à sombra do junípero. De repente, um anjo tocou-o e disse: “Levanta-te e come!” Ele abriu os olhos e viu junto à sua cabeça um pão assado na pedra e um jarro de água. Comeu, bebeu e tornou a dormir. Mas o anjo do SENHOR veio pela segunda vez, tocou-o e disse: “Levanta-te e come! Ainda tens um caminho longo a percorrer”. Elias levantou-se, comeu e bebeu, e, com a força desse alimento, andou quarenta dias e quarenta noites, até chegar ao Horeb, o monte de Deus. Chegando ali, entrou numa gruta, onde passou a noite. Então a palavra do SENHOR veio a ele, dizendo: “Que fazes aqui, Elias?” Ele respondeu: “Estou ardendo de zelo pelo SENHOR, Deus dos exércitos, porque os israelitas abandonaram tua aliança, demoliram teus altares, mataram à espada teus profetas. Só eu escapei; mas agora querem matar-me também”. O SENHOR disse-lhe: “Sai e permanece sobre o monte diante do SENHOR”. Então o SENHOR passou. Antes do SENHOR, porém, veio um vento impetuoso e forte, que desfazia as montanhas e quebrava os rochedos, mas o SENHOR não estava no vento. Depois do vento houve um terremoto, mas o SENHOR não estava no terremoto. Passado o terremoto, veio um fogo, mas o SENHOR não estava no fogo. E depois do fogo ouviu-se o murmúrio de uma leve brisa. Ouvindo isto, Elias cobriu o rosto com o manto, saiu e pôs-se à entrada da gruta. Ouviu, então, uma voz que dizia: “Que fazes aqui, Elias?”  Ele respondeu: “Estou ardendo de zelo pelo SENHOR, Deus dos exércitos, porque os israelitas abandonaram tua aliança, demoliram teus altares e mataram à espada teus profetas. Só eu escapei. Mas, agora, querem matar-me também”. – Palavra do Senhor.

SALMO DE MEDITAÇÃO

Diante dos meus olhos tenho presente o Senhor.

Protege-me, ó Deus: em ti me refugio.

Eu digo ao SENHOR: “És tu o meu Senhor,

Fora de ti não tenho bem algum”.

 

O SENHOR é a minha parte da herança e meu cálice.

Nas tuas mãos, a minha porção.

Para mim a sorte caiu em lugares deliciosos,

maravilhosa é minha herança.

 

Sempre coloco à minha frente o SENHOR,

Ele está à minha direita, não vacilo.

Disso se alegra meu coração, exulta a minha alma;

também meu corpo repousa seguro,

 

Pois não vais abandonar minha vida no sepulcro,

Nem vais deixar que teu santo experimente a corrupção,

O caminho da vida me indicarás,

alegria plena à tua direita, para sempre.

2ª LEITURA: 1Pd 1,8-12

Leitura da primeira carta de São Pedro.

Sem terdes visto o Senhor, vós o amais. Sem que agora o estejais vendo, credes nele. Isto será para vós fonte de alegria inefável e gloriosa, pois obtereis aquilo em que acreditais: a vossa salvação.  Esta salvação tem sido objeto das investigações e meditações dos profetas. Eles profetizaram a respeito da graça que estava destinada para vós. Procuraram saber a que época e a que circunstâncias se referia o Espírito de Cristo, que estava neles, ao anunciar com antecedência os sofrimentos de Cristo e a glória que viria depois.  Foi-lhes revelado que não para si mesmos, mas para vós é que estavam ministrando esses ensinamentos, que agora são anunciados a vós. Agora vo-los anunciam aqueles que vos pregam a Boa Nova em virtude do Espírito Santo, enviado do céu; são revelações que até os anjos desejam contemplar! – Palavra do Senhor.

EVANGELHO: Lc 9,28B-36

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.

Naquele tempo, Jesus levou consigo Pedro, João e Tiago, e subiu à montanha para orar. Enquanto orava, seu rosto mudou de aparência e sua roupa ficou branca e brilhante. Dois homens conversavam com ele: eram Moisés e Elias. Apareceram revestidos de glória e conversavam sobre a saída deste mundo que Jesus iria consumar em Jerusalém. Pedro e os companheiros estavam com muito sono. Quando acordaram, viram a glória de Jesus e os dois homens que estavam com ele. E enquanto esses homens iam se afastando, Pedro disse a Jesus: “Mestre, é bom ficarmos aqui. Vamos fazer três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias”. Nem sabia o que estava dizendo. Estava ainda falando, quando desceu uma nuvem que os cobriu com sua sombra. Ao entrarem na nuvem, os discípulos ficaram cheios de temor. E da nuvem saiu uma voz que dizia: “Este é o meu Filho, o Eleito. Escutai-o!” Enquanto a voz ressoava, Jesus ficou sozinho. Os discípulos ficaram calados e, naqueles dias, a ninguém contaram nada do que tinham visto. – Palavra da Salvação.

(Onde se celebra como Solenidade, diz-se o Credo).

PRECES

1-Para que, a exemplo de Santo Elias, Pai e Guia do Carmelo, possamos viver na presença de Deus e refazer a nossa história a partir da Boa Nova de Jesus Cristo, rezemos.

 Senhor, atendei a nossa prece.

 2-Para que, o exemplo de partilha da viúva de sarepta, nos inspire a vivermos uma fé solidária e comprometida com os menos favorecidos, rezemos.

 3- Para que, as nossas ações sejam coerentes com a fé que professamos no Deus vivo e verdadeiro do Profeta Elias, rezemos.

 4- Para que, em nossas noites escuras, não percamos de vista a presença amorosa do nosso Bom Deus, rezemos.

 5- Para que, na agitação do dia a dia, tenhamos a coragem de silenciar para ouvir a voz de Deus, rezemos.  

 6- Para que, inspirados em Santo Elias- O Profeta, não fechemos os olhos diante das injustiças sociais, rezemos ao Senhor.

ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS

Aceitai, Senhor, os dons da vossa Igreja, e, assim como aceitastes o sacrifício do profeta Elias, dignai-Vos, de igual modo, receber as nossas ofertas de pão e vinho. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

PREFÁCIO O profeta Elias, amigo de Deus e apóstolo.

  1. O Senhor esteja convosco.
  2. Ele está no meio de nós.
  3. Corações ao alto.
  4. O nosso coração está em Deus.
  5. Demos graças ao Senhor nosso Deus.
  6. É nosso dever, é nossa salvação.

Senhor, Pai Santo, Deus eterno e onipotente é verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação dar-Vos graças, sempre e em toda a parte, por Cristo nosso Senhor. Vós suscitastes profetas para que proclamassem que sois o Deus vivo e verdadeiro e conduzissem o vosso povo na esperança da salvação. Entre eles honrastes com a vossa divina amizade o profeta Elias, para que, devorado pelo zelo da vossa glória, manifestasse a vossa onipotência e a vossa misericórdia. Ele caminhou sempre na vossa presença e por isso o quisestes junto a Cristo no Tabor, como testemunha da Transfiguração, para se alegrar com a presença gloriosa do vosso Filho. Por isso, com os Anjos e os Santos, proclamamos a vossa glória, cantando numa só voz: Santo, Santo, Santo.

ANTÍFONA DA COMUNHÃO Cfr 1Rs 19, 8

Elias comeu e bebeu, e, fortalecido com o alimento, caminhou até ao monte de Deus.

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO

Fortalecidos com a comida e a bebida angélica da mesa do vosso Filho, concedei-nos, Senhor, que, procurando-Vos sempre por meio da fé, alcancemos a contemplação da vossa presença no monte santo da glória. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 BÊNÇÃO SOLENE

- Deus, nosso Pai, que hoje nos reuniu para celebrar a festa de Santo Elias, vos abençoe e proteja e vos confirme na sua paz.

  1. Amém

- Cristo Nosso Senhor, que manifestou de modo admirável em Santo Elias a força e a imagem do mistério pascal, faça de vós testemunhas fiéis do seu Evangelho.

  1. Amém.

- O Espírito Santo, que em Santo Elias nos deu um sinal da caridade divina, vos torne capazes de formar uma verdadeira comunidade de fé e amor.

  1. Amém.

- Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo.

  1. Amém.

Levanta Elias. (1º Reis, 19, 1-18)

Frei Petrônio de Miranda, O. Carm.

 Levanta Elias, levanta, é hora de caminhar./ Levanta Elias levanta, é hora de Evangelizar. (bis)

 1- No fogo e no furacão, o Senhor aí não está. Na brisa suave Elias, Ele sempre, sempre vai passar. Elias do fogo e da espada, contigo vamos caminhar. Com os olhos de misericórdia, O Senhor vem abençoar.

 2-Não basta falar do sagrado, é preciso sempre acreditar. Nas noites escuras da vida, O Senhor vem iluminar. No Monte Carmelo lutastes, O Senhor fostes defender. Agora Elias na dor, Ele vem, vem te Proteger.

 3-Na pobre viúva chorando, com fome e seu filho a morrer. O Deus do Profeta Elias, vai logo, logo socorrer. No encontro da brisa suave, buscastes forças pra andar. Ensina-nos ó Santo Elias, na vida peregrinar.

 4- Olhando o povo que sofre, sem ter esperança e valor. Mostrai-nos ó Profeta Elias, a nuvenzinha do Senhor. Profetas e Profetisas, souberam Evangelizar. No Monte Carmelo Elias, o Cristo vamos encontrar.

Frei Joseph Chalmers O. Carm. Ex- Superior Geral da Ordem do Carmo.

Invocação

Ó Deus, és o Criador e Senhor de tudo. Destes à humanidade a inteligência para compreender muitas coisas e para construir a cidade terrena. Ajuda-nos a ter fé na tua providência e sabedoria para saber que não temos cidade duradoura aqui na terra. Envia teu Espírito que meditou sobre as águas no princípio da criação e ajuda-me a ouviu tua voz em todos os acontecimentos do dia. Por Cristo nosso Senhor.

Texto

Leia o texto atentamente pela primeira vez para compreender o sentido geral e para conhecer a história em detalhes.

1Rs 18, 41 Disse Elias a Acab: “Sobe, come e bebe, pois estou ouvindo o barulho da chuva.”

42 Enquanto Acab subia para comer e beber, Elias subiu ao cume do Carmelo, prostrou-se em terra e pôs o rosto entre os joelhos.

43 Disse a seu servo: “Sobe e olha para o lado do mar.” Ele subiu, olhou e disse: “Nada!” E Elias disse: “Retorna sete vezes.”

44 Na sétima vez, o servo disse: “Eis que sobe do mar uma nuvem, pequena como a mão de uma pessoa.” Então Elias disse: “Vai dizer a Acab: Prepara o carro e desce, para que a chuva não te detenha.”

45 Num instante o céu se escureceu com muita nuvem e vento e caiu uma forte chuva. Acab subiu ao seu carro e partiu para Jezrael.

46 A mão de Iahweh esteve sobre Elias, ele cingiu os rins e correu diante de Acab até a entrada de Jezrael.

Ler

Elias anunciou o fim da seca como o selo final sobre a vitória de Iahweh sobre Baal. Ele pede que o rei Acab suba, coma e beba. Essa refeição é uma lembrança do banquete da aliança que Moisés, Aarão e os setenta anciãos celebraram na montanha de Deus (Ex 24,9-14). Parece que Acab ainda está incluído como um membro da comunidade da aliança apesar de seus pecados.

Elias reza enquanto seu servo olha na direção do mar. O número sete (v. 43) é simbólico e indica “várias vezes”. O profeta está tão convencido do poder de Iahweh que aceita um longo atraso e o sinal de uma pequena nuvem como garantia da chuva. Antes da chuva, o céu se escurece. Isso é algo normal na Palestina durante o outono e o inverno antes de uma chuva torrencial.

As pessoas muitas vezes pensam que o fato de Elias correr na frente do carro de Acab seja um exemplo do poder arrebatador do profeta. No entanto, não seria possível que um ser humano corresse mais que um cavalo todo o caminho até Jezrael (cerca de 25 km). Uma pessoa pode correr em linha reta, mas o cavalo e o carro não seriam tão rápidos em solo instável. Com a chuva, a estrada estaria muito prejudicada. Elias queria voltar a Jezrael para mover a opinião popular contra Jezabel. Na literatura profética “a mão de Iahweh” (v. 46), é um modo comum de descrever a irresistível ação divina quanto ao ser humano (cf. 2Rs 3,15; Ez 1,3; 3,22). Ele cingiu os rins e correu. O profeta se transforma num humilde servo do rei, talvez para mostrar ao rei que voltou a ser fiel que Deus é digno de honra.

O desafio para aqueles que acreditam em Deus é confiar neste Deus e em nenhum outro, mesmo quando a alternativa parece mais relevante ou popular.

Refletir

Releia o texto para descobrir o que Deus quer lhe dizer. Aqui estão algumas perguntas para ajudar em sua meditação:

  1. Você confia em Deus em meio às muitas dificuldades deste mundo?
  2. Você consegue distinguir a presença de Deus nos “sinais dos tempos”?
  3. Deus é muito paciente com você. Você pode esperar por Deus?
  4. Você quer que Deus siga sua vontade ou está preparado para esperar pela vontade de Deus?
  5. O que significa para você ter esperança em Deus?

Responder

Esse texto do primeiro livro dos Reis surtiu um profundo efeito na espiritualidade carmelitana. Pelo menos a partir do final do século XIV, o sinal da pequena nuvem recebeu um significado mariano na Ordem Carmelitana. Um escritor carmelitano, Felip Ribot (+ 1391), escreveu:

Deus revelou a Elias que a pequena nuvem prefigurava uma menina, a Virgem Maria. A pequenez se referia à sua humildade. Ela nasceria de natureza humana sem pecado, simbolizado pelo mar. A criança que nascesse dela, estaria limpa de toda mancha de pecado, assim como aquela pequena nuvem emergindo do mar amargo, mas livre de toda amargura.[1]

Não podemos afirmar que o verdadeiro significado do texto é o que Felip Ribot escreveu, mas trata-se de um exemplo do pensamento medieval. A Palavra de Deus pode ter muitos sentidos de acordo com nossa receptividade. Nossa Senhora estava aberta à Palavra e à vontade de Deus. Maria é a primeira discípula do Senhor e modelo para a escuta da Palavra. Ela não apenas escutou a Palavra, mas também a colocou em prática (Lc 11,28). Maria pode nos ajudar a rezar. Ela guardou tudo o que aconteceu em sua vida em seu coração (Lc 2,51). Podemos aprender como responder à Palavra de Deus com a ajuda de Nossa Senhora. Com Maria, cantemos ao Senhor seu canto de alegria:

Magnificat

Maria, então, disse: “Minha alma engrandece o Senhor,

47 e meu espírito exulta em Deus em meu Salvador,

48 porque olhou para a humilhação de sua serva. Sim! Doravante as gerações todas me chamarão de bem-aventurada,

49 pois o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. Seu nome é santo

50 e sua misericórdia perdura de geração em geração, para aqueles que o temem.

51 Agiu com a força de seu braço, dispersou os homens de coração orgulhoso.

52 Depôs poderosos de seus tronos, e a humildes exaltou.

53 Cumulou de bens a famintos e despediu ricos de mãos vazias.

54 Socorreu Israel, seu servo, lembrado de sua misericórdia

55 – conforme prometera a nossos pais – em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre (Lc 1,46-55).

Repousar

O relacionamento pessoal com Deus é um conceito central para a jornada espiritual. Os escritores bíblicos usaram muitas metáforas pra descrever o relacionamento humano/divino e a realidade humana mais próxima foi a do matrimônio. Para crescermos em nosso relacionamento com Deus, vale a pena tentar aprender algo do desenvolvimento normal de um relacionamento humano. Penso que o processo espiritual no matrimônio e na vida consagrada é o mesmo, com exceção dos meios para alcançar o objetivo. A vida humana é uma escola de amor. Se não aprendermos a amar, mesmo que realizemos grandes coisas aos olhos do mundo, somos como um bronze que soa ou um címbalo que tine (1Cor 13,1). Pelo número de matrimônios que terminam em divórcio podemos compreender que aprender a amar não é fácil.

A oração é o portão pelo qual entramos no relacionamento com Deus e o caminho para manter viva a chama no relacionamento. Oração é comunicação com Deus. Marido e mulher não podem crescer em seu amor sem uma comunicação contínua. As regras que regulam os relacionamentos humanos também podem ser aplicadas ao relacionamento com Deus. A tentação quanto a oração é vê-la como um dever a ser realizado em vez de um caminho para se comunicar com Deus. Se fosse meramente uma obrigação, seria bem simples. Bastaria dizer as palavras certas ou preencher o tempo necessário. A oração é algo mais. Ela deve nos transformar. Se não acontece transformação alguma, algo não está certo com nossa oração ou com nossa vida.

O objetivo da vida espiritual é bem simples: tornar-se como Deus, ser capaz de ver a criação como Deus a vê e a amá-la como Deus ama. As vocações particulares (família, vida consagrada etc) são caminhos diferentes para alcançar os mesmos objetivos. Toda estrada deve ser um modo para aprendermos como Deus ama.

O relacionamento humano, compreendido como um modelo para o desenvolvimento de nosso relacionamento com Deus, tem seus limites. Cristo é muito mais do que um amigo. Ele é o único que pode nos restaurar e nos transformar totalmente, levando-nos à nossa plenitude. Num relacionamento humano normal, se um lado decide não continuar uma amizade, não há nada mais a ser dito ou feito. No entanto, Deus nos persegue continuamente porque só Deus sabe qual é nosso bem final.

Deus nos procura e nos convida a entrar mais profundamente no mistério da vida da Trindade. Somente em Deus podemos encontrar a resposta ao nosso próprio mistério. A oração começa com o convite que Deus nos apresenta de diferentes maneiras. Deus sempre tem muitos recursos. Deus vem a nós quer estejamos num bom lugar ou não. Deus nos chama desse lugar e nos convida a começar uma jornada na companhia divina. Se recusarmos, Deus repete o convite continuamente de modos diferentes. Deus nunca desiste de nós. Quando não respondemos positivamente, Deus nos guia delicadamente. Todo relacionamento é diferente, mas podemos aprender algo com as experiências alheias.

A oração é um relacionamento com Deus. Somos chamados a sermos amigos íntimos de Deus, em e através de Jesus Cristo. Não é fácil dar permissão a outra pessoa para entrar em nossas vidas e dar a essa pessoa a liberdade de percorrer os corredores de nosso coração, mas uma amizade profunda exige isso. Jesus Cristo quis nos transformar. O processo de transformação é longo e muitas vezes árduo. Deus nunca desiste de nós, mas devemos fazer nossa parte para que o grande trabalho de transformação seja realizado plenamente.

Na espiritualidade carmelitana, Maria é venerada como Mãe e Irmã. Ela nos ajuda, nos alimenta e nos acompanha em nossa jornada pela vida. Seu papel é acima de tudo nos ajudar a entrar e a crescer em nosso relacionamento com Deus. Não devemos apenas admirar seus privilégios. De certa forma, eles nos apontam para nosso próprio futuro. Maria pode nos ajudar mais facilmente se estivermos abertos à sua presença em nossas vidas.

Agir

A oração não é algo reservado apenas para momentos especiais, mas ela também deve afetar todo nosso dia e toda nossa vida. Devemos encontrar modos de manter vivo nosso relacionamento com Deus e permitir que ele influencie todos os nossos outros relacionamentos e tudo que fazemos.

Seu relacionamento com Deus pode sugerir muitas maneiras diferentes para continuar o diálogo íntimo com Deus durante o dia. Sugiro, no entanto, que você leve em seu coração algumas palavras e frases do texto sobre as quais estivemos meditando. Talvez elas possam lhe acompanhar durante todo o dia:

“Elias subiu ao cume do Carmelo”;

“prostrou-se em terra”;

“eis uma nuvem”;

“a mão de Iahweh”.

O profeta Elias demonstrou grande fé no Senhor quando disse a Acab que a chuva chegaria depois da longa seca. Dissemos que a pequena nuvem estava ligada a Nossa Senhora na espiritualidade carmelitana. Ela é a primeira discípula de seu Filho e modelo de fé para todos os cristãos. Na tradição carmelitana, Maria e o profeta Elias são duas figuras bíblicas que inspiram todos os carmelitas.[2]  Tente passar mais tempo hoje na companhia de Maria, nossa Mãe e Irmã. Ela é uma presença constante em nossa vida, quer gostemos ou não. Ela está sempre pronta a nos ajudar quando precisamos. Nós carmelitas usamos um escapulário[3]  para lembrar-nos dessa presença constante e de nosso dever de imitar as virtudes de Maria. Todas as orações dirigidas a Nossa Senhora podem nos ajudar a permanecer na presença de Deus porque não podemos pensar nela sem pensar em Deus.

*Do Livro- O SOM DO SILÊNCIO

 

[1] Emmanuele Boaga, The Lady of the Place, (Edizioni Carmelitane, Roma), 2001, pp. 50-51. Ver também Richard Copsey, ed. The Ten Books on the Way of Life and Great Deeds of the Carmelites, (St. Albert’s Press, U. K. & Edizioni Carmelitane, Rome, 2005) p. 82.

[2] Ver W. McGreal, At the Fountain of Elijah, pp. 114-122; P. Slattery, The springs of Carmel, pp. 35-63.

[3] Ver Joseph Chalmers, Mary the Contemplative, pp. 12-18.

COMENTÁRIO

Frei Carlos Mesters, O. Carm.

Elias teve a coragem de enfrentar o rei Acab, a rainha Jezabel e os 450 profetas de Baal. Convocou o povo no Monte Carmelo e lançou o desafio: "Até quando vocês vão mancar com as duas pernas? Se Javé é o Deus verdadeiro, sigam a Javé. Se é Baal, sigam a Baal" (1Rs 18,21). Elias provocou o povo para descer do muro e tomar uma decisão: seguir o falso deus Baal ou seguir Javé.

Como Elias, também nós devemos irradiar a presença de Deus e fazer com que o povo de novo se enamore de Deus, jogue fora os muitos ídolos do consumismo e aceite Javé como o único Deus verdadeiro. Esta é a nossa missão.

(Acompanhe AO VIVO logo mais às

18h aqui no Olhar Jornalístico)

3º DIA DO TRÍDUO DE SANTO ELIAS- AO VIVO- Logo mais às 20h aqui no Olhar. (Direto da Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Lapa do Desterro)   

Frei Joseph Chalmers O. Carm. Ex- Superior Geral da Ordem do Carmo.

Invocação

Ó Deus, teu profeta Elias depositava grande confiança em ti. No poder de teu Espírito, Elias desafiou o povo a escolher a quem desejavam seguir, a ti, meu Deus, ou a um ídolo vazio. Pai, salva-me de todos os ídolos modernos e ajuda-me a ser sempre fiel a ti. Envia teu Espírito Santo para encher meu coração com tua sabedoria. Assim escolherei aquilo que está de acordo com a tua vontade em cada momento de minha vida. Faço esta humilde oração em nome de Cristo, teu Filho e meu Senhor. Amém.

Texto

Leia o texto atentamente pela primeira vez para compreender o sentido geral e para conhecer a história em detalhes.

LEITURA (1Rs 18,20-29)

1Rs 18,20 Acab convocou todos os filhos de Israel e reuniu os profetas no monte Carmelo.

21 Elias, aproximando-se de todo o povo, disse: “Até quando claudicareis das duas pernas? Se Iahweh é Deus, segui-o; se é Baal segui-o.” E o povo não lhe pôde dar resposta.

22 Então Elias disse ao povo: “Sou o unido dos profetas de Iahweh que fiquei, enquanto os profetas de Baal são quatrocentos e cinqüenta.

23 Dêem-nos dois novilhos; que eles escolham um para si e depois de esquartejá-lo o coloquem sobre a lenha, sem lhe pôr fogo. Prepararei o outro novilho sem lhe pôr fogo.

24 Invocareis depois o nome de vosso deus, e eu invocarei o nome de Iahweh: o Deus que responder enviando fogo, é ele o Deus. Todo o povo respondeu: “Está bem.”

25 Elias disse então aos profetas de Baal: “Escolhei para vós um novilho e preparai vós primeiro, pois sois mais numerosos. Invocai o nome de vosso deus, mas não acendais o fogo.”

26 Eles tomaram o novilho e o fizeram em pedaços e invocaram o nome de Baal desde a manhã até o meio-dia, dizendo: “Baal, responde-nos!” Mas não houve voz, ninguém respondeu; e eles dançavam dobrando o joelho diante do altar que tinham feito.

27 Ao meio-dia, Elias zombou deles, dizendo: “Gritai mais alto; pois, sendo um deus, ele pode estar conversando ou fazendo negócios ou, então, viajando; talvez esteja dormindo e acordará!”

28 Gritaram mais forte e, segundo seu costume, fizeram incisões no próprio corpo, com espadas e lanças, até escorrer sangue.

29 Quando passou do meio-dia, entraram em transe até a hora da apresentação da oferenda, ma não houve voz, nem resposta, nem sinal de atenção.

Ler

O Carmelo é considerado sagrado desde o século XV a.C. O Carmelo foi apenas o lugar onde ocorreu a história de 1Rs 18, que pergunta: “Quem é o soberano?”, “Quem é o Senhor?”, “Quem dá a chuva?”. Essa competição entre Elias e os profetas de Baal foi muito importante na história de Israel. Os profetas de Baal usaram todo seu arsenal para chamar seu deus sem sucesso. Nas sociedades antigas a dança era uma parte importante da expressão religiosa (ver Sl 26,6). O motivo que levou os profetas a se cortarem até o sangue escorrer foi o de fazer com que sua oração fosse mais urgente e eficaz. Fazer escorrer sangue durante a oração era proibido de acordo com a lei judaica (Dt 14,1; Lv 19,28), mas isso era ocasionalmente praticado (Jr 41,5) e era normal em outras religiões antigas. A ideia era a de perder o autocontrole para dar espaço a uma invasão do divino, considerada indispensável para obter o que se buscava na oração.

Elias ofereceu a seus opositores a chance de sacrificar o novilho e também do primeiro apelo ao deus deles (v. 25). Eles realizaram seus rituais sem sucesso e isso fez com que Elias zombasse deles (v.27).

Refletir

Releia o texto para entrar mais profundamente na Palavra de Deus. Aqui estão algumas perguntas para ajudar em sua reflexão:

  1. Qual melodia você segue: a de Deus ou a sua?
  2. Existe alguma infidelidade em sua vida que afasta você de realizar um verdadeiro ato de confiança em Deus? Você confunde Deus com certas práticas religiosas ou superstições?
  3. O povo não diz nada quando o profeta Elias o desafia. Qual a sua reação diante das duas primeiras perguntas? Existe resistência dentro de você diante da implicação de que talvez seu relacionamento com Deus não seja profundo?
  4. No Monte Carmelo, os 450 profetas de Baal se opuseram ao profeta Elias. Nossa sociedade moderna não apoia a busca por um profundo relacionamento com Deus. Como você se sente diante dos desafios de nossa sociedade contra a fé?

Responder

Dê a si mesmo um pouco de espaço para que seu coração tenha tempo de se abrir a Deus. O que você quer dizer a Deus? Você quer rezar por uma fé mais forte, por um relacionamento mais profundo com Deus, por perdão por ter seguido outra melodia senão aquela proposta por Cristo no Evangelho? Abra seu coração a Deus. Talvez a próxima oração do salmo 23 o ajude:

“Iahweh é meu pastor, nada me falta.

2 Em verdes pastagens me faz repousar. Para as águas tranqüilas me conduz

3 e restaura minhas forças; ele me guia por caminhos justos, por causa de seu nome.

4 Ainda que eu caminhe por um vale tenebroso, nenhum mal temerei, pois está junto a mim; teu bastão e teu cajado me deixam tranqüilo.

5 Diante de mim preparas uma mesa, à frente dos meus opressores; unges minha cabeça com óleo, e minha taça transborda.

6 Sim, felicidade e amor me seguirão todos os dias da minha vida; minha morada é a casa de Iahweh por dias sem fim.” (Sl 23,1-6)

Repousar

No começo de um relacionamento sério e profundo com Deus, é normal que a oração venha facilmente e nos dê um sentido de proximidade com Deus. No entanto, normalmente não se passa muito tempo antes da pessoa entrar num período seco quando a oração se torna difícil e desafiadora. Existe um sentimento de perda de tempo e, muitas vezes, existe a tentação de deixar de lado a oração para dedicar mais tempo às boas obras, ou deixar a oração completamente de lado porque não percebemos progresso algum. Eu já comentei que esses estágios são normais, mas Deus está sempre completamente livre e pode agir fora dessas normas. Contudo, a tradição cristã, com muitos séculos de experiência, sugere que alguns estágios da vida espiritual, ou a jornada espiritual, aparecem com certa frequência na vida dos cristãos fazendo com que esses estágios sejam “normais”.

A tradição carmelitana é especialmente rica na área do relacionamento humano-divino. Uma certa aridez na oração é normal, mas também, de acordo com São João da Cruz, pode ser um dos sinais que sugere que a pessoa está passando pela primeira parte da noite escura: o movimento da meditação para a contemplação no sentido clássico.[1]  Normalmente se faz necessária a ajuda de um diretor espiritual com experiência contemplativa para discernir esse movimento.

Em meio à aridez, quando parece que não estamos recebendo nada de Deus, e um pensamento santo entre em nossa mente durante a oração, é compreensível que tentemos nos agarrar a esse pensamento santo e ruminá-lo até que nada permaneça, como um cão com um osso. Contudo, nesse ponto é melhor deixar nossos pensamentos de lado, quer sejam santos ou não, porque eles não são suficientes para nos alimentar. São João da Cruz escreve da criança que é alimentada com leite, mas ao crescer, o leite não é mais suficiente; a criança necessita de um alimento mais substancial.[2]

Podemos perguntar: por que não acolher os pensamentos bons e santos e outras inspirações divinas? Minha primeira resposta é: como você sabe qual é a inspiração ou o pensamento que vem de Deus? Se algo é realmente de Deus, ele voltará num momento oportuno. Durante a oração em segredo, seu silêncio, tanto externo quando interno, é muito mais eloqüente do que muitas palavras ou pensamentos. Você pode recolher todas as suas intenções e inspirações no silêncio sem refletir sobre elas.

O povo não respondeu à primeira pergunta do profeta Elias sobre a quem deveriam seguir. Ao desafio do profeta de ter uma disputa entre Deus e Baal o povo respondeu: “Está bem!”. Existe um tempo certo para falar e outro para o silêncio. Às vezes permanecemos em silêncio quando deveríamos falar, mas na maioria das vezes falamos quando seria melhor permanecer em silêncio. Agora reserve um tempo para o silêncio. São João da Cruz escreveu que a linguagem que Deus compreende melhor é o amor em silêncio.[3]  No silêncio podemos simplesmente estar diante de Deus com nosso amor e desejo, esperando a resposta divina. Deus é totalmente livre, mas não pode resistir quando uma alma, humilde e consciente de sua própria pobreza, o espera no silêncio.

Convido você a entrar agora num período de silêncio. Para alcançar o benefício do silêncio, sugiro pelo menos vinte minutos. Para ajudá-lo a permanecer em silêncio, veja o método para a oração em segredo no Apêndice I.

Agir

Como alguém pode continuar fiel à melodia de Deus em meio ao barulho diário? Esse é o grande desafio da vida cristã. Celebrar a Eucaristia e o sacramento da reconciliação ajuda muito a permanecer fiel porque sempre precisamos da graça de Deus. Deus está certamente presente em nosso meio, mas nós nem sempre estamos com Deus. Devemos fazer o possível na oração para ajudar-nos a aumentar nosso amor. O desafio é encontrar um método para permanecer sempre na presença de Deus em meio a todas as coisas que temos que fazer. É óbvio que você nem sempre pode pensar em Deus porque você deve pensar em muitas outras coisas. Mas um relacionamento profundo e crescente não precisa de muitas palavras ou de grandes pensamentos.

Pense sobre algum bom relacionamento que você tenha (esposo, esposa, amigo). Como você tenta cultivar esse relacionamento no ritmo frenético de hoje? Existe alguma coisa que você possa aprender com esse relacionamento para ajudá-lo a crescer em seu relacionamento com Deus? Agradeça a Deus durante o dia pelas pessoas especiais em sua vida e reze por elas. Realize pequenos atos de fé em Deus, Pai, Filho e Espírito Santo, durante o dia.

*Do Livro- O SOM DO SILÊNCIO

[1] Cf. Ascensão do Monte Carmelo, II, 13,2-4 e Noite Escura, I, 9.

[2] Noite Escura, I, 1.

[3] Máximas & Conselhos, 53.

Frei Joseph Chalmers O. Carm. Ex- Superior Geral da Ordem do Carmo.

Elias estava totalmente disponível para Deus. Ele permaneceu diante de Deus como um servo que espera instruções (1Rs 17,1; 18,15.36). Como todos os profetas, ele foi plenamente envolvido pela Palavra de Deus. Poderíamos afirmar que o sujeito de todo ciclo das histórias sobre Elias não é ele mesmo, mas Deus. Sua Palavra não foi apenas o motivo para a reflexão no silêncio e na solidão, mas também um fogo para extinguir o mal do coração humano. A total abertura de Elias à Palavra de Deus fez com que ele tivesse um estilo de vida especial. Elias quis ser um sinal visível em Israel, um sinal que desafiou as atitudes complacentes do povo. O profeta não concordou com as opiniões de seu tempo, mas estava preparado a não ceder para que toda sua vida pudesse ser uma crítica aberta aos valores do povo. Antes de mais nada, um profeta só pode ser sinal para os outros se ele mesmo se deixar envolver por Deus. Elias era um homem misterioso, conhecido por aparecer e desaparecer de repente (1Rs 18,12). Seu desaparecimento no carro de fogo causou um impacto profundo em Israel (2Rs 2,11).

As duas características principais de Elias são sua fidelidade e sua criatividade. Ele foi totalmente fiel às suas tradições religiosas e foi o campeão de fidelidade à aliança que Deus fez com o povo, num tempo em que a aliança estava quase desaparecendo. Elias rejeitou qualquer “diluição” de sua religião. Só Iahweh era Senhor em Israel e Elias não podia permitir a interferência de qualquer ídolo no território de Iahweh. Na disputa no Monte Carmelo, o profeta não teve medo de desafiar a todos: “Até quando claudicareis das duas pernas? Se Iahweh é Deus, segui-o; se é Baal segui-o” (1Rs 18,21).   Não era possível servir aos dois: no sacrifício no Monte Carmelo, Elias relembra seu povo da fé de seus ancestrais.

Ao mesmo tempo, o profeta Elias não teve medo de ser criativo nas questões religiosas. Quando o povo se estabeleceu em Israel, começaram a esquecer Deus. Iahweh foi muito importante para os israelitas quando estes vagavam pelo deserto, mas parece que tinha pouco a dizer no novo estilo de vida na Terra Prometida. Os israelitas preferiam adorar Baal. Ele era mais útil aos fazendeiros, pois de acordo com seus seguidores, era o senhor da chuva, do sol e da fertilidade em geral. Era preciso modernizar a imagem de Iahweh. Se Iahweh era realmente o verdadeiro Deus de Israel, ele precisava estar presente em todas as situações em que Israel se encontrava. Elias conseguiu transformar a imagem de Iahweh, mostrando que foi Iahweh e não Baal quem mandou a chuva e o fogo do céu. Iahweh era o Senhor de Israel, e não Baal. Elias sabia como fazer a Palavra de Deus falar de acordo com a realidade de sua época.

Para os judeus, Elias ainda é uma figura viva. Para os cristãos, ele representa um desafio para que façamos hoje o que ele fez. Apesar dos elementos que nos distraem em nosso mundo moderno, devemos permanecer fortes na verdade que recebemos. Ao mesmo tempo, devemos ser capazes de traduzir essa verdade eterna para os tempos que estão continuamente em transformação. Fidelidade sem criatividade dá a fé um anacronismo; criatividade sem fidelidade abandona a fé a toda fantasia momentânea.

A função de Elias na fé judaica pós-bíblica não era ser o precursor do Messias. Essa crença, comum no tempo de Jesus, demonstra que para os judeus Elias não foi – e ainda não é hoje – meramente uma figura histórica, mas uma pessoa viva. Depois de Moisés, Abraão e Davi, Elias é a figura do Antigo Testamento mais mencionada no Novo Testamento.

A escolha dos textos que se seguem do ciclo da saga de Elias foi motivada por sua utilidade para a oração. Trata-se de uma escolha pessoal. Este livro pode ser usado individualmente ou em grupos e não é necessário seguir a ordem dos capítulos. Antes de começar com os textos individuais, gostaria de falar sobre um método antigo de oração chamado Lectio Divina. Esse método nos ajuda a ler as histórias do profeta Elias.

*Do Livro- O SOM DO SILÊNCIO

No dia seguinte à festa de Nossa Senhora do Carmo, recorda-se hoje as 16 carmelitas de Compiègne (França), que foram decapitadas por ódio à fé durante a Revolução Francesa, como foi profetizado 100 anos antes de sua morte.

As carmelitas se estabeleceram em Compiègne em 1641 e, fiéis ao espírito de Santa Teresa, ganharam a estima dos moradores. Entretanto, durante a Revolução Francesa, seu convento foi fechado e as religiosas foram forçadas a viver como seculares segundo a lei revolucionária de 1790. Dias depois, foram obrigadas a assinar o chamado “juramento revolucionário” (liberdade, igualdade e fraternidade) para não serem deportadas e a comunidade passou a residir em quatro casas diferentes.

Passado um tempo, a priora Teresa de Santo Agostinho propôs a suas irmãs que fizessem novamente uma estrita vida conventual, como se não tivessem sido exclausuradas. Desse modo, e apesar de estarem em diferentes casas, viveram a obediência a sua superiora.

Algumas pessoas perceberam e denunciaram ao Comitê de Saúde Pública, que imediatamente investigou as casas colheu “provas de vida conventual” como uma estampa do Sagrado Coração, cartas e escritos. Isso foi visto como um complô secreto para o “restabelecimento da monarquia e o desaparecimento da República”.

Foram detidas, embora algumas tenham conseguido escapar. Então, as carmelitas concordaram de retirar o juramento revolucionário. Quando lhes foi pedido que voltassem a assiná-lo, disseram que não fariam e foram acusadas de “conspirar contra a revolução”. Foram levadas a Paris com as mãos amarradas sobre duas carroças. Ao chegar, colocaram-nas na prisão da Conciergerie, antessala da guilhotina, junto com outros presos, religiosos e seculares.

Presas, as carmelitas se tornaram um modelo de piedade e firmeza na fé. Continuaram com suas orações e conseguiram festejar Nossa Senhora do Carmo em 16 de julho com muita alegria e solenidade. Em 17 de julho de 1794, compareceram diante do Tribunal Revolucionário e todas foram condenadas a morte. Aos pés da guilhotina, cantaram o “Te Deum”, renovaram suas promessas e votos e subiram uma a uma para oferecer sua vida dando um corajoso testemunho de Cristo.

Assim, cumpriu-se o que cem anos antes uma religiosa da mesma comunidade de Compiègne havia visto em uma espécie de sonho ou revelação, na qual todas as carmelitas do mosteiro estavam vestidas de branco e levando a palma do martírio. Foram beatificadas por São Pio X em 1906. Fonte: http://www.acidigital.com

BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE! Hoje é o 2º dia do Tríduo de Santo Elias no Carmo da Lapa/ RJ -AO VIVO- NO OLHAR, às 18h. Esperamos vc. Quer mandar uma intenção para a Santa Missa? Escreva direto para o Frei Petrônio de Miranda, O. Carm através do E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Com razão muito justa me pedem antes de tudo, amadíssimo aprásio, te diga o princípio desta ordem, como nasceu e onde teve sua origem.

E embora só tenhamos recebido a verdade desta vida que vou referir-te pela tradição e a experiência e só possam expô-la com toda a claridade e verdade os que a viveram e tu mesmo não chegarás a compreendê-la bem senão com muito esforço e interesse, procurando estudá-la e vivê-la, ser-te-á, entretanto, mais fácil e de maior utilidade conhecer a doutrina da profissão que abraçaste e te animarás a vivê-la com maior esmero e exortarás com mais proveito aos demais para que a abracem quando conheceres a grandeza de seus autores e fundadores e souberes como foi a origem desta Ordem.

E para proceder com método, começaremos dizendo algumas notícias do primeiro fundador desta religião e do princípio de sua fundação. Depois narraremos alguns fatos santos de sua vida, suas excelsas virtudes e descreveremos a veste ou hábito com que cobria seu corpo.

Trataremos muito brevemente da pessoa do Fundador, de seus primeiros discípulos e dos demais monges antigos que professaram esta religião; trataremos também de como entenderam e viveram todos os que nesta Ordem passaram sua vida antes de nós, e nô-lo ensinaram com suas palavras e seus exemplos tanto no Antigo como no Novo Testamento.

Com isto verás quão sólido é o fundamento que para viver este modo de vida temos nesta religião, ensinado por Santos tão preclaros e com quanta segurança para a alma podemos continuar vivendo este modo de viver; pois não dirigimos a Deus nossos passos e nossos corações guiados por novidades inventadas nem por fábulas vãs, mas pelos primeiros a aprovados exemplos de toda a vida monástica, e preparamos e aplainamos o caminho por onde o Senhor há de vir à nossa alma, para que, quando chegar e nos chamar saiamos logo a abrir-lhe a porta (Lc XII, 36) pois nos diz: Olha que estou à porta e chamo; o que ouvir minha voz e sair a abrir-me, entrarei e cearei com ele e ele comigo. (Apoc III, 20).

Sabes e recorda-o agora que desde o tempo em que o rei de Israel, Acab, até a encarnação de Jesus Cristo, transcorreram quase noventa e quatro décadas de anos (940).

Acab, como nos dizem os sagrados historiadores, começou a reinar nesta décadas anteriores à Encarnação de Nosso Senhor Jesus Cristo. Pois  durante o reinado deste Acab, rei de Israel, e em seu domínio, viveu um grande Profeta chamado Elias, nascido em Tesbis, na região de Galaad, pertencendo à tribo de Aarão e filho de Sabaco. Por ser natural de Tesbis, Elias ficou conhecido com o nome de Tesbita.

Elias morou mais tarde na cidade de Galaad, assim chamada pelo monte em que está situada como se chamou também Galaad a região que está do outro lado do Jordão, porém contígua com o monte que coube por sorte à tribo de Manasses.

*Livro da Instituição dos Primeiros Monges Fundados no Antigo Testamento e que Perseveram no Novo. Por Juan Nepote Silvano, Bispo XLIV de Jerusalém

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO CARMO DA LAPA/RJ.

TRÍDUO DO PROFETA ELIAS-2017.

(Dias 17, 18 e 19, às 18h. E no dia 20, Festa de Santo Elias, Missa Solene às 18h 30min. Acompanhe ao VIVO aqui no Olhar ou no face. www.facebook.com/freipetros)

Texto: Frei Carlos Mesters, O. Carm.

Adaptação: Frei Petrônio de Miranda, O. Carm. 

1º Dia. Tema: Vivo é o Senhor, em cuja presença estou.

CANTO DE ENTRADA

Levanta Elias.

Frei Petrônio de Miranda, O. Carm.

Levanta Elias, levanta, é hora de caminhar./ Levanta Elias levanta, é hora de Evangelizar. (bis)

1- No fogo e no furacão, o Senhor aí não está. Na brisa suave Elias, Ele sempre, sempre vai passar. Elias do fogo e da espada, contigo vamos caminhar. Com os olhos de misericórdia, O Senhor vem abençoar.

2-Não basta falar do sagrado, é preciso sempre acreditar. Nas noites escuras da vida, O Senhor vem iluminar. No Monte Carmelo lutastes, O Senhor fostes defender. Agora Elias na dor, Ele vem, vem te Proteger.

3-Na pobre viúva chorando, com fome e seu filho a morrer. O Deus do Profeta Elias, vai logo, logo socorrer. No encontro da brisa suave, buscastes forças pra andar. Ensina-nos ó Santo Elias, na vida peregrinar.

4- Olhando o povo que sofre, sem ter esperança e valor. Mostrai-nos ó Profeta Elias, a nuvenzinha do Senhor. Profetas e Profetisas, souberam Evangelizar. No Monte Carmelo Elias, o Cristo vamos encontrar.

COMENTÁRIO

"Vivo é o Senhor, em cuja presença estou" (1Reis 17,1). É com esta frase que o profeta Elias aparece na Bíblia e se apresenta ao povo. É esta atitude de fé que o caracteriza e que sempre inspirou os carmelitas, até hoje. Ela é a raiz da nossa vida no Carmelo. Quando Elias diz: "Vivo é o Senhor em cuja presença estou", ele se refere a um costume daquela época. Os servos ou ministros do rei costumavam estar sempre "na presença do rei", junto ao trono, prontos para atenderem a qualquer pedido e realizarem qualquer serviço que ele pedisse. Que o testemunho de Elias possa ajudar-nos a viver na presença de Deus, como servos e servas, prontos para atendermos a qualquer apelo ou serviço que Deus nos pedir.

INVOCAÇÃO ELIANA MARIANA. (Antes da Oração da Coleta)

Cel: Falou Elias para o seu servo:

Todos: Sobe a montanha, olha para o mar!....

Cel: Ave Maria... Todos: Santa Maria...

Cel: Cobriu-se o céu de densas nuvens...

Todos: Foi muita chuva a desabar

Cel: Ave Maria... Todos: Santa Maria...

Cel: E a terra deu o mais novo fruto:

Todos: Nasce de uma Virgem, Aquele que

vem salvar!

Cel: Ave Maria... Todos: Santa Maria...

Cel: Rogai por nós Virgem Bendita!

Todos: Ó Padroeira dos Carmelitas! 

OREMOS

Deus eterno e onipotente, que concedestes ao bem-aventurado Elias, vosso profeta e nosso pai, a graça de viver na vossa presença e de se inflamar de zelo pela vossa glória,

Fazei que, procurando sempre a vossa presença, nos tornemos testemunhas do vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

LITURGIA

DA PALAVRA.

Primeira leitura. ( 1Reis 17,1-6)

1Elias, tesbita, de Tesbi em Galaad, disse a Acab: "Pela vida do Senhor, o Deus de Israel, a quem sirvo: não haverá nestes anos nem orvalho nem chuva, a não ser quando eu o ordenar." 2A palavra do Senhor foi-lhe dirigida nestes termos: 3"Vai-te daqui, retira-te para o oriente e esconde-te na torrente de Carit, que está a leste do Jordão. 4Beberás da torrente e ordenei aos corvos que te deem lá alimento." 5Elias partiu, pois, e fez como o Senhor ordenara, indo morar na torrente de Carit, a leste do Jordão. 6Os corvos lhe traziam pão de manhã e carne à tarde, e ele bebia da torrente.

Salmo de Meditação. (Sl 119,10-12.14)

 Leitor: Quero meditar / dia e noite / na lei do Senhor

Lado 1: Eu te busco, Senhor, de todo o coração,não me deixes afastar dos teus mandamentos.

Lado 2: Conservei tuas promessas no meu coração para não pecar contra ti.

Todos: Quero meditar / dia e noite / na lei do Senhor

Lado 1: Bendito sejas, Senhor, ensina-me os teus estatutos

Lado 2: Eu me alegro com o caminho dos teus testemunhos, mais do que com todas as riquezas.

Todos: Quero meditar / dia e noite / na lei do Senhor

Lado 1:Vou meditar teus preceitos    e considerar teus caminhos.

Lado 2: Eu me delicio com teus estatutos e não me esqueço da tua palavra.

Todos: Quero meditar  dia e noite  na lei do Senhor

Evangelho: João 8,28-30

28Disse-lhes, então, Jesus: "Quando tiverdes elevado o Filho do Homem, então sabereis que EU SOU e que nada faço por mim mesmo, mas falo como me ensinou o Pai. 29E quem me enviou está comigo. Não me deixou sozinho, porque faço sempre o que lhe agrada". 30Tendo ele assim falado, muitos creram nele.

(Homilia seguida da Ladainha de Santo Elias)

 

 

 LADAINHA DE SANTO ELIAS.

Senhor tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Jesus Cristo tende piedade de nós!

Jesus Cristo tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Deus Pai do Céu, tende piedade de nós.

Deus Filho Redentor do mundo, tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade que sois um só Deus,

Tende piedade de nós.

Nossa Senhora do Carmo. Rogai por nós!

São José Patrono do Carmelo. Rogai por nós!

Santo Elias Pai e guia do Carmelo. Rogai por nós!

Que foste nutrido por um corvo no deserto. Intercedei por nós!

Santo Elias Pai dos eremitas. Rogai por nós!

Que perseverante na contemplação da lei do Senhor. Rogai por nós!

Santo Elias modelo de justiça. Rogai por nós.

Que chamaste Eliseu para ser o teu sucessor. Intercedei por nós!

Santo Elias propagador da verdade. Rogai por nós!

Que pela vossa oração abristes o céu e conseguistes a chuva. Rogai por nós!

Santo Elias protetor das viúvas. Rogai por nós!

Que fostes apaixonado pelo zelo do Senhor Deus. Intercedei por nós!

Santo Elias precursor de Cristo. Rogai por nós!

Que aparecestes com Moisés no Monte Tabor. Rogai por nós!

Que caminhastes pelo deserto até a montanha de Deus. Rogai por nós!

Santo Elias zeloso defensor do culto do Deus único. Intercedei por nós!

Que vos compadecestes da viúva de Sarepta. Rogai por nós!

Santo Elias mestre dos profetas. Rogai por nós!

Que encontrastes o senhor no silêncio e na oração. Rogai por nós!

Santo Elias defensor dos pobres e perseguidos. Intercedei por nós!

Que caminhastes sempre na presença do Senhor. Rogai por nós

Santo Elias mestre da oração. Rogai por nós!

Que encontrastes vida na nuvenzinha para regar a terra. Rogai por nós!

Santo Elias perseguido por causa da justiça. Intercedei por nós!

Que pelo Senhor Deus fostes consolado na noite escura. Rogai por nós!

Santo Elias arrebatado aos céus em um carro de fogo. Rogai por nós!

Santo Elias livra-nos do medo e da depressão. Rogai por nós!

Santo Elias testemunha da transfiguração de Jesus. Intercedei por nós!

Santo Elias defensor do verdadeiro Deus no Monte Carmelo. Rogai por nós

Santo Elias denunciador das injustiças sociais. Rogai por nós.

Santo Elias intercede a Deus Pai pelos desempregados. Rogai por nós.

Santo Elias inspiração da Igreja em saída. Intercedei por nós!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Perdoai-nos Senhor!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Ouvi-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Tende piedade de nós!

Cel: Rogai por nós, santo Elias, nosso Pai e Guia do Carmelo.

Todos: Para que sejamos dignos das promessas de Cristo! Amém

 Oração.

Deus eterno e onipotente, que concedestes a Santo Elias, vosso profeta e nosso pai espiritual, a graça de viver na vossa presença e de se inflamar de zelo pela vossa glória. Fazei que, procurando sempre a vossa presença, nos tornemos testemunhas do vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amém

CANTO DE AÇÃO DE GRAÇAS.

 Elias, aqui é teu lar.

Frei Petrônio de Miranda, O. Carm. (Da música, a Treze de maio)

1- O Profeta Elias, vem nos visitar, ó Pai do Carmelo, aqui é teu lar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, em nossa cidade, vem profetizar.

 2- A nossa família vem abençoar, Pai dos carmelitas, vem logo ajudar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, vem logo Profeta, vem nos ajudar.

 3-Com o Deus vivo soubestes falar, Ó Pai do silêncio, da brisa a passar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, Ó Pai do silêncio, da brisa a passar.

 4-Na pobre viúva seu filho a morrer, mostrastes Elias, como socorrer.

Elias, Elias, aqui é teu lar, a nossa família vem logo ajudar.

 5-Fostes defensor do grande Senhor, o Deus que liberta e mostra o amor.

 Elias, Elias, aqui é teu lar, do medo da morte, vem nos libertar. 

 6- Em tempo de crise a mentira a reinar, Elias do fogo, vem profetizar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, das crises da vida, venha nos livrar.  

 7- No Monte Tabor com Moisés a falar, o Filho de Deus, fostes encontrar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, mostrai-nos Jesus em nosso caminhar

FINAL: (Bênção solene de envio)

- Deus, nosso Pai, que hoje nos reuniu para celebrar  Santo Elias, vos abençoe e proteja e vos confirme na sua paz.

  1. Amém

- Cristo Nosso Senhor, que manifestou de modo admirável em Santo Elias a força e a imagem do mistério pascal, faça de vós testemunhas fiéis do seu Evangelho.

  1. Amém.

- O Espírito Santo, que em Santo Elias nos deu um sinal da caridade divina, vos torne capazes de formar uma verdadeira comunidade de fé e amor.

  1. Amém.

- Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo.

  1. Amém.

-Vamos em paz, com a força e a coragem de Santo Elias, nosso Pai e guia, e que o Senhor nos acompanhe.

Canto final. Vai Elias

Irmã Natalina Grande, O. Carm  e Frei Victor Octávio Kruger Júnior, O. Carm.

Vai, Elias, vai!: Vai, Profeta do Senhor, Elias, vai! Noite e dia, vai! Vai falar do seu amor, vai, falar!

1-Vai, Elias e anuncia: Que só Deus é o Senhor, de bondade enche a terra, pois eterno é seu amor: Elias, vai!

2-Vai, Elias e anuncia, a Palavra do Senhor, dos pequenos e oprimidos: Deus é seu libertador: Elias, vai!

3-Vai, Elias e anuncia, nuvem branca sobre o mar: É figura de Maria, desde longe a brilhar: Elias, vai!

4-Vai, Elias e anuncia, a Palavra do Senhor, aos teus filhos Carmelitas, que te seguem com fervor:  Elias, vai!  

 

2º Dia. Tema: A Partilha da viúva de Sarepta.

CANTO DE ENTRADA

Levanta Elias.

Frei Petrônio de Miranda, O. Carm.

Levanta Elias, levanta, é hora de caminhar./ Levanta Elias levanta, é hora de Evangelizar. (bis)

1- No fogo e no furacão, o Senhor aí não está. Na brisa suave Elias, Ele sempre, sempre vai passar. Elias do fogo e da espada, contigo vamos caminhar. Com os olhos de misericórdia, O Senhor vem abençoar.

2-Não basta falar do sagrado, é preciso sempre acreditar. Nas noites escuras da vida, O Senhor vem iluminar. No Monte Carmelo lutastes, O Senhor fostes defender. Agora Elias na dor, Ele vem, vem te Proteger.

3-Na pobre viúva chorando, com fome e seu filho a morrer. O Deus do Profeta Elias, vai logo, logo socorrer. No encontro da brisa suave, buscastes forças pra andar. Ensina-nos ó Santo Elias, na vida peregrinar.

4- Olhando o povo que sofre, sem ter esperança e valor. Mostrai-nos ó Profeta Elias, a nuvenzinha do Senhor. Profetas e Profetisas, souberam Evangelizar. No Monte Carmelo Elias, o Cristo vamos encontrar.

COMENTÁRIO

A seca prolongada de mais de três anos provocou fome. O córrego Carit, onde Elias estava, secou. Ficou sem água. Deus mandou que Elias fosse para Sarepta na terra de Sidônia, onde uma viúva cuidaria da sua comida. Mas por causa da seca, na casa da viúva só tinha sobrado um pouco de farinha e de azeite. Nada mais! Ela disse a Elias que ia fazer uns pãezinhos para si mesma e o filho e depois esperar a morte chegar. Mesmo sendo difícil, Elias insiste na partilha: "Faça primeiro um pão para mim, e depois você fará o pão para você e seu filho!" Ela obedeceu. Partilhou com Elias o pouco que tinha. A partilha garantiu a sobrevivência dela mesma, do filho e de Elias. Se houvesse partilha no Brasil, não haveria fome nem faminto, e sobraria comida para muita gente de outros países. O povo diz até hoje: "Pobre não deixa pobre morrer de fome!".

INVOCAÇÃO ELIANA MARIANA. (Antes da Oração da Coleta)

Cel: Falou Elias para o seu servo:

Todos: Sobe a montanha, olha para o mar!....

Cel: Ave Maria... Todos: Santa Maria...

Cel: Cobriu-se o céu de densas nuvens...

Todos: Foi muita chuva a desabar

Cel: Ave Maria... Todos: Santa Maria...

Cel: E a terra deu o mais novo fruto:

Todos: Nasce de uma Virgem, Aquele que

vem salvar!

Cel: Ave Maria... Todos: Santa Maria...

Cel: Rogai por nós Virgem Bendita!

Todos: Ó Padroeira dos Carmelitas! 

OREMOS

Deus eterno e onipotente, que concedestes ao bem-aventurado Elias, vosso profeta e nosso pai, a graça de viver na vossa presença e de se inflamar de zelo pela vossa glória,

Fazei que, procurando sempre a vossa presença, nos tornemos testemunhas do vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

LITURGIA DA PALAVRA

Primeira leitura. (1Reis 17,7-16)

7Depois de certo tempo, a torrente secou, porque não chovia mais na terra. 8Então a palavra de Iahweh lhe foi dirigida nestes termos: 9"Levanta-te e vai a Sarepta, que pertence à Sidônia, e lá habitarás. Eis que ordenei lá, a uma viúva, que te dê o sustento." 10Ele se levantou e foi para Sarepta. Chegando à porta da cidade, eis que estava lá uma viúva apanhando lenha; chamou-a e disse: "Por favor, traze-me num vaso um pouco d'água para eu beber!" 11Quando ela já estava indo para buscar água, ele gritou-lhe: "Traze-me também um pedaço de pão na tua mão!" 12Respondeu ela: "Pela vida de Iahweh, teu Deus, não tenho pão cozido; tenho apenas um punhado de farinha numa vasilha e um pouco de azeite na jarra. Estou ajuntando uns gravetos, vou preparar esse resto para mim e meu filho; nós o comeremos e depois esperaremos a morte." 13Mas Elias lhe respondeu: "Não temas; vai e faze como disseste. Mas, primeiro, prepara-me com o que tens um pãozinho e traze- mo; depois o prepararás para ti e para teu filho. 14Pois assim fala Iahweh, Deus de Israel: A vasilha de farinha não se esvaziará e a jarra de azeite não acabará, até o dia em que Iahweh enviar a chuva sobre a face da terra." 15Ela partiu e fez como Elias disse e fizeram uma refeição ele, ela e seu filho: 16A vasilha de farinha não se esvaziou e a jarra de azeite não acabou, conforme a predição que Iahweh fizera por intermédio de Elias.

Salmo de Meditação (Sl 119,29-32)

Leitor: Quero meditar / dia e noite / na lei do Senhor

Lado 1: Afasta-me do caminho da mentira, e gratifica-me com tua lei.

Lado 2: Eu escolhi o caminho da verdade, e me conformo às tuas normas.

Todos: Quero meditar / dia e noite / na lei do Senhor

Lado 1: Eu me apego aos teus testemunhos, Senhor, não me deixes envergonhado.

Lado 2: Eu corro no caminho dos teus mandamentos, pois tu alargas o meu coração.

Todos: Quero meditar / dia e noite / na lei do Senhor

Lado 1: Indica-me, Senhor, o caminho dos teus estatutos, eu quero guardá-lo como recompensa

Lado 2: Faze-me entender e guardar tua lei, para observá-la de todo o coração.

Todos: Quero meditar / dia e noite / na lei do Senhor

Evangelho: Marcos 12,41-44

41E, sentado frente ao Tesouro do Templo, observava, como a multidão lançava pequenas moedas no Tesouro, e muitos ricos lançavam muitas moedas. 42Vindo uma pobre viúva, lançou duas moedinhas, isto é, um quadrante. 43E chamando a si os discípulos, disse-lhes: “Em verdade eu vos digo que esta viúva que é pobre lançou mais do que todos os que ofereceram moedas ao Tesouro. 44Pois todos os outros deram do que lhes sobrava. Ela, porém, na sua penúria, ofereceu tudo o que tinha, tudo o que possuía para viver”.

(Homilia seguida da Ladainha de Santo Elias)

 

 

 LADAINHA DE SANTO ELIAS.

 Senhor tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Jesus Cristo tende piedade de nós!

Jesus Cristo tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Deus Pai do Céu, tende piedade de nós.

Deus Filho Redentor do mundo, tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade que sois um só Deus,

Tende piedade de nós.

Nossa Senhora do Carmo. Rogai por nós!

São José Patrono do Carmelo. Rogai por nós!

Santo Elias Pai e guia do Carmelo. Rogai por nós!

Que foste nutrido por um corvo no deserto. Intercedei por nós!

Santo Elias Pai dos eremitas. Rogai por nós!

Que perseverante na contemplação da lei do Senhor. Rogai por nós!

Santo Elias modelo de justiça. Rogai por nós.

Que chamaste Eliseu para ser o teu sucessor. Intercedei por nós!

Santo Elias propagador da verdade. Rogai por nós!

Que pela vossa oração abristes o céu e conseguistes a chuva. Rogai por nós!

Santo Elias protetor das viúvas. Rogai por nós!

Que fostes apaixonado pelo zelo do Senhor Deus. Intercedei por nós!

Santo Elias precursor de Cristo. Rogai por nós!

Que aparecestes com Moisés no Monte Tabor. Rogai por nós!

Que caminhastes pelo deserto até a montanha de Deus. Rogai por nós!

Santo Elias zeloso defensor do culto do Deus único. Intercedei por nós!

Que vos compadecestes da viúva de Sarepta. Rogai por nós!

Santo Elias mestre dos profetas. Rogai por nós!

Que encontrastes o senhor no silêncio e na oração. Rogai por nós!

Santo Elias defensor dos pobres e perseguidos. Intercedei por nós!

Que caminhastes sempre na presença do Senhor. Rogai por nós

Santo Elias mestre da oração. Rogai por nós!

Que encontrastes vida na nuvenzinha para regar a terra. Rogai por nós!

Santo Elias perseguido por causa da justiça. Intercedei por nós!

Que pelo Senhor Deus fostes consolado na noite escura. Rogai por nós!

Santo Elias arrebatado aos céus em um carro de fogo. Rogai por nós!

Santo Elias livra-nos do medo e da depressão. Rogai por nós!

Santo Elias testemunha da transfiguração de Jesus. Intercedei por nós!

Santo Elias defensor do verdadeiro Deus no Monte Carmelo. Rogai por nós

Santo Elias denunciador das injustiças sociais. Rogai por nós.

Santo Elias intercede a Deus Pai pelos desempregados. Rogai por nós.

Santo Elias inspiração da Igreja em saída. Intercedei por nós!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Perdoai-nos Senhor!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Ouvi-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Tende piedade de nós!

Cel: Rogai por nós, santo Elias, nosso Pai e Guia do Carmelo.

Todos: Para que sejamos dignos das promessas de Cristo! Amém

Oração.

Deus eterno e onipotente, que concedestes a Santo Elias, vosso profeta e nosso pai espiritual, a graça de viver na vossa presença e de se inflamar de zelo pela vossa glória. Fazei que, procurando sempre a vossa presença, nos tornemos testemunhas do vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amém

CANTO DE AÇÃO DE GRAÇAS.

 Elias, aqui é teu lar.

Frei Petrônio de Miranda, O. Carm. (Da música, a Treze de maio)

1- O Profeta Elias, vem nos visitar, ó Pai do Carmelo, aqui é teu lar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, em nossa cidade, vem profetizar.

2- A nossa família vem abençoar, Pai dos carmelitas, vem logo ajudar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, vem logo Profeta, vem nos ajudar.

 3-Com o Deus vivo soubestes falar, Ó Pai do silêncio, da brisa a passar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, Ó Pai do silêncio, da brisa a passar.

 4-Na pobre viúva seu filho a morrer, mostrastes Elias, como socorrer.

Elias, Elias, aqui é teu lar, a nossa família vem logo ajudar.

 5-Fostes defensor do grande Senhor, o Deus que liberta e mostra o amor.

 Elias, Elias, aqui é teu lar, do medo da morte, vem nos libertar. 

 6- Em tempo de crise a mentira a reinar, Elias do fogo, vem profetizar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, das crises da vida, venha nos livrar.  

 7- No Monte Tabor com Moisés a falar, o Filho de Deus, fostes encontrar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, mostrai-nos Jesus em nosso caminhar

FINAL: (Bênção solene de envio)

- Deus, nosso Pai, que hoje nos reuniu para celebrar  Santo Elias, vos abençoe e proteja e vos confirme na sua paz.

  1. Amém

- Cristo Nosso Senhor, que manifestou de modo admirável em Santo Elias a força e a imagem do mistério pascal, faça de vós testemunhas fiéis do seu Evangelho.

  1. Amém.

- O Espírito Santo, que em Santo Elias nos deu um sinal da caridade divina, vos torne capazes de formar uma verdadeira comunidade de fé e amor.

  1. Amém.

- Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo.

  1. Amém.

-Vamos em paz, com a força e a coragem de Santo Elias, nosso Pai e guia, e que o Senhor nos acompanhe.

 

Canto final. Vai Elias

Irmã Natalina Grande, O. Carm  e Frei Victor Octávio Kruger Júnior, O. Carm.

Vai, Elias, vai!: Vai, Profeta do Senhor, Elias, vai! Noite e dia, vai! Vai falar do seu amor, vai, falar!

1-Vai, Elias e anuncia: Que só Deus é o Senhor, de bondade enche a terra, pois eterno é seu amor: Elias, vai!

2-Vai, Elias e anuncia, a Palavra do Senhor, dos pequenos e oprimidos: Deus é seu libertador: Elias, vai!

3-Vai, Elias e anuncia, nuvem branca sobre o mar: É figura de Maria, desde longe a brilhar: Elias, vai!

4-Vai, Elias e anuncia, a Palavra do Senhor, aos teus filhos Carmelitas, que te seguem com fervor:  Elias, vai!  

3º Dia. Tema: Javé e o nosso único Deus.

CANTO DE ENTRADA

Levanta Elias.

Frei Petrônio de Miranda, O. Carm.

Levanta Elias, levanta, é hora de caminhar./ Levanta Elias levanta, é hora de Evangelizar. (bis)

1- No fogo e no furacão, o Senhor aí não está. Na brisa suave Elias, Ele sempre, sempre vai passar. Elias do fogo e da espada, contigo vamos caminhar. Com os olhos de misericórdia, O Senhor vem abençoar.

2-Não basta falar do sagrado, é preciso sempre acreditar. Nas noites escuras da vida, O Senhor vem iluminar. No Monte Carmelo lutastes, O Senhor fostes defender. Agora Elias na dor, Ele vem, vem te Proteger.

3-Na pobre viúva chorando, com fome e seu filho a morrer. O Deus do Profeta Elias, vai logo, logo socorrer. No encontro da brisa suave, buscastes forças pra andar. Ensina-nos ó Santo Elias, na vida peregrinar.

4- Olhando o povo que sofre, sem ter esperança e valor. Mostrai-nos ó Profeta Elias, a nuvenzinha do Senhor. Profetas e Profetisas, souberam Evangelizar. No Monte Carmelo Elias, o Cristo vamos encontrar.

COMENTÁRIO

Elias teve a coragem de enfrentar o rei Acab, a rainha Jezabel e os 450 profetas de Baal. Convocou o povo no Monte Carmelo e lançou o desafio: "Até quando vocês vão mancar com as duas pernas? Se Javé é o Deus verdadeiro, sigam a Javé. Se é Baal, sigam a Baal" (1Rs 18,21). Elias provocou o povo para descer do muro e tomar uma decisão: seguir o falso deus Baal ou seguir Javé.

Como Elias, também nós devemos irradiar a presença de Deus e fazer com que o povo de novo se enamore de Deus, jogue fora os muitos ídolos do consumismo e aceite Javé como o único Deus verdadeiro. Esta é a nossa missão.

INVOCAÇÃO ELIANA MARIANA. (Antes da Oração da Coleta)

Cel: Falou Elias para o seu servo:

Todos: Sobe a montanha, olha para o mar!....

Cel: Ave Maria... Todos: Santa Maria...

Cel: Cobriu-se o céu de densas nuvens...

Todos: Foi muita chuva a desabar

Cel: Ave Maria... Todos: Santa Maria...

Cel: E a terra deu o mais novo fruto:

Todos: Nasce de uma Virgem, Aquele que

vem salvar!

Cel: Ave Maria... Todos: Santa Maria...

Cel: Rogai por nós Virgem Bendita!

Todos: Ó Padroeira dos Carmelitas! 

OREMOS

Deus eterno e onipotente, que concedestes ao bem-aventurado Elias, vosso profeta e nosso pai, a graça de viver na vossa presença e de se inflamar de zelo pela vossa glória,

Fazei que, procurando sempre a vossa presença, nos tornemos testemunhas do vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

LITURGIA DA PALAVRA

Primeira leitura (1Reis 18,20-24.36-39)

20Acab convocou todos os filhos de Israel e reuniu os profetas no monte Carmelo. 21Elias, aproximando-se de todo o povo, disse: "Até quando claudicareis das duas pernas?r Se Javé é Deus, segui-o; se é Baal segui-o." E o povo não lhe pôde dar resposta. 22Então Elias disse ao povo: "Sou o único dos profetas de Javé que fiquei, enquanto os profetas de Baal são quatrocentos e cinquenta. 23Dêem-nos dois novilhos; que eles escolham um para si e depois de esquartejá-lo o coloquem sobre a lenha, sem lhe pôr fogo. Prepararei o outro novilho sem lhe pôr fogo. 24Invocareis depois o nome de vosso deus, e eu invocarei o nome de Javé : o deus que responder enviando fogo, é ele o Deus." Todo o povo respondeu: "Está bem." 36Na hora em que se apresenta a oferenda, Elias, o profeta, aproximou-se e disse: "Javé , Deus de Abraão, de Isaac e de Israel, saiba-se hoje que tu és Deus em Israel, que sou teu servo e que foi por ordem tua que fiz todas estas coisas. 37Responde-me, Javé , responde-me, para que este povo reconheça que és tu, Javé , o Deus, e que convertes os corações deles!"38Então caiu o fogo de Javé e consumiu o holocausto e a lenha, secando a água que estava no rego. 39Todo o povo o presenciou; prostrou-se com o rosto em terra, exclamando: "É Javé que é Deus! É Javé que é Deus!"

Salmo de meditação. (Sl 119,44-45.47-48)

Leitor: Quero meditar / dia e noite / na lei do Senhor

Lado 1: Vou observar tua lei sem cessar, para sempre e eternamente.

Lado 2: Vou andar por um caminho largo, pois eu procuro os teus preceitos.

Todos: Quero meditar / dia e noite / na lei do Senhor

Lado 1: Nos teus mandamentos estão as minhas delícias: pois eu os amo tanto.

Lado 2: Levanto as mãos aos teus mandamentos e medito em teus estatutos.

Todos: Quero meditar / dia e noite / na lei do Senhor

Lado 1: Lembra-te da tua palavra ao teu servo, na qual tu me fazes esperar.

Lado 1: Esta é a minha consolação na minha miséria: a tua promessa me dá vida.

Todos:Quero meditar / dia e noite / na lei do Senhor

Evangelho. (Mateus 22,34-40)

34Os fariseus, ouvindo que ele fechara a boca dos saduceus, reuniram-se em grupo 35e um deles - a fim de pô-lo à prova - perguntou-lhe: 36"Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?" 37Ele respondeu: "Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. 38Esse é o maior e o primeiro mandamento. 39O segundo é semelhante a esse: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. 40Desses dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas".

(Homilia seguida da Ladainha de Santo Elias)

 

 LADAINHA DE SANTO ELIAS.

Senhor tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Jesus Cristo tende piedade de nós!

Jesus Cristo tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Senhor tende piedade de nós!

Deus Pai do Céu, tende piedade de nós.

Deus Filho Redentor do mundo, tende piedade de nós.

Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.

Santíssima Trindade que sois um só Deus,

Tende piedade de nós.

Nossa Senhora do Carmo. Rogai por nós!

São José Patrono do Carmelo. Rogai por nós!

Santo Elias Pai e guia do Carmelo. Rogai por nós!

Que foste nutrido por um corvo no deserto. Intercedei por nós!

Santo Elias Pai dos eremitas. Rogai por nós!

Que perseverante na contemplação da lei do Senhor. Rogai por nós!

Santo Elias modelo de justiça. Rogai por nós.

Que chamaste Eliseu para ser o teu sucessor. Intercedei por nós!

Santo Elias propagador da verdade. Rogai por nós!

Que pela vossa oração abristes o céu e conseguistes a chuva. Rogai por nós!

Santo Elias protetor das viúvas. Rogai por nós!

Que fostes apaixonado pelo zelo do Senhor Deus. Intercedei por nós!

Santo Elias precursor de Cristo. Rogai por nós!

Que aparecestes com Moisés no Monte Tabor. Rogai por nós!

Que caminhastes pelo deserto até a montanha de Deus. Rogai por nós!

Santo Elias zeloso defensor do culto do Deus único. Intercedei por nós!

Que vos compadecestes da viúva de Sarepta. Rogai por nós!

Santo Elias mestre dos profetas. Rogai por nós!

Que encontrastes o senhor no silêncio e na oração. Rogai por nós!

Santo Elias defensor dos pobres e perseguidos. Intercedei por nós!

Que caminhastes sempre na presença do Senhor. Rogai por nós

Santo Elias mestre da oração. Rogai por nós!

Que encontrastes vida na nuvenzinha para regar a terra. Rogai por nós!

Santo Elias perseguido por causa da justiça. Intercedei por nós!

Que pelo Senhor Deus fostes consolado na noite escura. Rogai por nós!

Santo Elias arrebatado aos céus em um carro de fogo. Rogai por nós!

Santo Elias livra-nos do medo e da depressão. Rogai por nós!

Santo Elias testemunha da transfiguração de Jesus. Intercedei por nós!

Santo Elias defensor do verdadeiro Deus no Monte Carmelo. Rogai por nós

Santo Elias denunciador das injustiças sociais. Rogai por nós.

Santo Elias intercede a Deus Pai pelos desempregados. Rogai por nós.

Santo Elias inspiração da Igreja em saída. Intercedei por nós!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Perdoai-nos Senhor!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Ouvi-nos, Senhor!

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo: Tende piedade de nós!

Cel: Rogai por nós, santo Elias, nosso Pai e Guia do Carmelo.

Todos: Para que sejamos dignos das promessas de Cristo! Amém

 Oração.

Deus eterno e onipotente, que concedestes a Santo Elias, vosso profeta e nosso pai espiritual, a graça de viver na vossa presença e de se inflamar de zelo pela vossa glória. Fazei que, procurando sempre a vossa presença, nos tornemos testemunhas do vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amém

CANTO DE AÇÃO DE GRAÇAS.

 Elias, aqui é teu lar.

Frei Petrônio de Miranda, O. Carm. (Da música, a Treze de maio)

1- O Profeta Elias, vem nos visitar, ó Pai do Carmelo, aqui é teu lar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, em nossa cidade, vem profetizar.

2- A nossa família vem abençoar, Pai dos carmelitas, vem logo ajudar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, vem logo Profeta, vem nos ajudar.

 3-Com o Deus vivo soubestes falar, Ó Pai do silêncio, da brisa a passar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, Ó Pai do silêncio, da brisa a passar.

 4-Na pobre viúva seu filho a morrer, mostrastes Elias, como socorrer.

Elias, Elias, aqui é teu lar, a nossa família vem logo ajudar.

 5-Fostes defensor do grande Senhor, o Deus que liberta e mostra o amor.

 Elias, Elias, aqui é teu lar, do medo da morte, vem nos libertar. 

 6- Em tempo de crise a mentira a reinar, Elias do fogo, vem profetizar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, das crises da vida, venha nos livrar.  

 7- No Monte Tabor com Moisés a falar, o Filho de Deus, fostes encontrar.

Elias, Elias, aqui é teu lar, mostrai-nos Jesus em nosso caminhar

FINAL: (Bênção solene de envio)

- Deus, nosso Pai, que hoje nos reuniu para celebrar  Santo Elias, vos abençoe e proteja e vos confirme na sua paz.

  1. Amém

- Cristo Nosso Senhor, que manifestou de modo admirável em Santo Elias a força e a imagem do mistério pascal, faça de vós testemunhas fiéis do seu Evangelho.

  1. Amém.

- O Espírito Santo, que em Santo Elias nos deu um sinal da caridade divina, vos torne capazes de formar uma verdadeira comunidade de fé e amor.

  1. Amém.

- Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo.

  1. Amém.

-Vamos em paz, com a força e a coragem de Santo Elias, nosso Pai e guia, e que o Senhor nos acompanhe.

Canto final. Vai Elias

Irmã Natalina Grande, O. Carm  e Frei Victor Octávio Kruger Júnior, O. Carm.

Vai, Elias, vai!: Vai, Profeta do Senhor, Elias, vai! Noite e dia, vai! Vai falar do seu amor, vai, falar!

1-Vai, Elias e anuncia: Que só Deus é o Senhor, de bondade enche a terra, pois eterno é seu amor: Elias, vai!

2-Vai, Elias e anuncia, a Palavra do Senhor, dos pequenos e oprimidos: Deus é seu libertador: Elias, vai!

3-Vai, Elias e anuncia, nuvem branca sobre o mar: É figura de Maria, desde longe a brilhar: Elias, vai!

4-Vai, Elias e anuncia, a Palavra do Senhor, aos teus filhos Carmelitas, que te seguem com fervor:  Elias, vai!