“Quando eu entrei para o convento não sabia o que era ser Padre Carmelita ou até mesmo vocação. Aprendi tudo isso jogando bola, conversando com os Frades e convivendo com os colegas no convento de Itu”. Frei Donizetti Barbosa, carmelita, aniversariante do dia.

ANIVERSARIANTE DO DIA: Homenagem do Olhar. 

Pelo Batismo os leigos Carmelitas tornam-se participantes da missão de Jesus Cristo, dando-lhe continuidade na Igreja, tomando-se assim como que “uma humanidade de acréscimo”, que se transforma em “louvor da sua glória”. Aos seculares é reconhecida “uma participação própria e absolutamente necessária nesta missão.

Em virtude do sacerdócio batismal e dos carismas recebidos, os Seculares Carmelitas são chamados à edificação da comunidade eclesial participando “consciente, ativa e fecundamente”, na vida litúrgica da comunidade e empenhando-se para que a celebração se prolongue na vida concreta. Significa dizer que os frutos de seu encontro com Deus se manifestam em todas as suas atividades, orações e iniciativas apostólicas, no repouso espiritual e corporal e até mesmo nas próprias privações da vida, quando suportadas com paciência e - como nos ensinam os santos Carmelitas - acolhidas de coração aberto.

*Da Regra da Ordem Terceira do Carmo.

O vínculo fundamental do terceiro com o Carmelo é a profissão. Este empenho traduz-se em uma forma de promessa ou, em alguns casos, conforme um antigo costume, com a emissão dos votos de obediência e de castidade, segundo as obrigações do próprio estado. Deste modo, o terceiro consagra-se mais profundamente a Deus, de modo que possa oferecer-lhe um culto mais intenso. Mediante a profissão o terceiro, na verdade visa intensificar as promessas batismais de amar a Deus sobre todas as coisas e de renunciar a Satanás e às suas seduções.

A originalidade desta profissão está nos meios escolhidos para atingir a plena conformidade com Cristo. O Carmelita sabe que comparece diante do Senhor de mãos vazias, mas põe todo seu amor esperanças em Cristo Jesus, que se toma pessoalmente a sua santidade, a sua justiça, o seu amor, a sua coroa. O cerne da mensagem de Jesus - amar Deus com todo o coração e ao próximo como a si mesmo - exige do terceiro uma afirmação constante do primado de Deus, a recusa categórica de servir a dois senhores e a opção prioritária de amar o próximo, combatendo toda a forma de egoísmo de fechamento em si mesmo.

*Da Regra da Ordem Terceira do Carmo.

O Frei Petrônio de Miranda, Delegado Provincial da Ordem Terceira do Carmo, convida os 37 Sodalícios da Província Carmelitana de Santo Elias- Carmelitas, para o encontro dos Priores e Formadores nos dias  9, 10 e 11 de março-2018 no Convento do Carmo da Vela Vista/SP. Informação e inscrição através do e-mail:  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. (Paulo Danher).

O Apóstolo recomenda o silêncio, quando manda que é nele que se deve trabalhar.  E do mesmo modo, como afirma o profeta: “é no silêncio que se cultiva a justiça”; e ainda: “no silêncio e na esperança estará vossa força”. Por isso, determinamos que guardeis silêncio depois da recitação de completas até à conclusão da Hora de Prima do dia seguinte.  

Fora este tempo, embora a observância do silêncio não seja tão rigorosa, abstenham-se com tanto mais cuidado do muito falar. Porque, tal como está escrito e não menos o ensina a experiência, “no muito falar não faltará o pecado”; e “quem fala inconsideradamente causa a sua pró pia ruína”, e, também, “quem muito fala prejudicar-se a si mesmo”; e o Senhor no Evangelho: “de toda a palavra vã que os homens proferirem, dela prestarão contas no dia do juízo”.  

Faça pois cada um de vós uma balança para as suas palavras e rédeas curtas para a sua boca, para que não venha a escorregar e a cair de repente por causa da sua língua numa queda sem cura que o leve á morte.  Vigie cada um, como diz o profeta, sobre a sua própria conduta para não pecar com a língua, e esforce-se diligentemente e com prudência por observar aquele silêncio em que se cultiva a justiça.

*CAPÍTULO 21. Regra da OTC

80 ANOS! -ASSEMBLEIA DOS CARMELITAS- 2018. Nesta noite de quarta 31, os Frades comemoram os 80 Anos de vida de Frei Gabriel Haamberg, O. Carm, do Carmo de Mogi das Cruzes, São Paulo.

HOMENAGEM DO OLHAR: 80 Anos do Frei Gabriel Haamberg, O. Carm, do Carmo de Mogi das Cruzes, São Paulo.